segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Coluna do Linguarudo - Mortes violentas em Pilar do Sul: precisa replanejar ações especificas urgentemente

    SERIA PILAR DO SUL um município extenso e populoso que dificulta as Policias identificarem autores de homicídios residentes no próprio município ou se moram em outra localidade? Não. Sem dúvida a polícia enfrenta entrave pois ainda não apresentou conclusão de investigação apontando responsáveis dos delitos contra a vida nos últimos três anos em vias públicas naquela cidade.  

    Existe agente da policia suspeitando que os assassinos são de outras cidades e as motivações para as mortes são acertos de contas das vitimas envolvidas com o tráfico de entorpecente. Se isso é verdade aquece a importância de resposta porque sabemos que o tráfico de entorpecente apresenta avanço sendo difícil ser abolido. É preciso atentar que os traficantes e matadores cada vez mais sentem gosto pela lei da bala imposta por eles e a tendência é inflar as estatísticas criminais. Vendem drogas e matam sem receio de consequência jurídica  . 

    Algo deve ser planejado e executado urgentemente do contrário setores da sociedade serão prejudicados. Quem vai querer morar em uma cidade sob o jugo da insegura? Ninguém. O morador vai querer mudar de lá e quem pretender adquirir imóvel perderá o estímulo.  

    Não é razoável esperar apenas pelas Policias. É necessário criar uma força-tarefa envolvendo o executivo, o legislativo, a sociedade organizada e a promotoria de justiça para ouvir a polícia e saber os gargalos enfrentados pela Polícia Civil, e todos estenderem às mãos visando responder com rigor da lei aos criminosos e simultaneamente inibir novos homicídios.  

   

sábado, 18 de setembro de 2021

Salto de Pirapora - Rapaz desaparecido

 


    O PINTOR Vitor Hugo  Leandro de 32 anos (foto), reside com familiares no Jardim Ana Guilherme, em Salto de Pirapora. Em junho desse ano, ele saiu daquela cidade pretendendo trabalhar na Fazenda Imperial, em Araçoiaba da Serra. 

    No final de julho, um amigo do pintor conversou com a família e informou que Vitor não estaria trabalhando na fazenda. 

    A mãe de Vitor contatou por telefone com uma Ong que abriga pessoas em situação de rua em Sorocaba e soube que Vitor esteve atendido na entidade e saiu para trabalhar em Campinas-SP.  Vitor é negro, magro e estatura mediana. Quem souber onde Vitor está contate com a irmã dele Adriana zap 15 - 99647-0329.

  

Coluna do Linguarudo - Maré alta para transporte clandestino

     TRANSPORTE CLANDESTINO de passageiros em São Paulo sempre desafiou orgãos de fiscalização e as empresas detentoras de concessão nas rodovias estaduais. As peruas e os ônibus assumem escassez de ônibus nos horários de pico e principalmente nos intervalos de um horário para outro.  A demanda não quer saber se o transporte é clandestino, para o passageiro o que interessa é ele chegar ao destino pretendido.

    Com a intensidade da pandemia coronavírus as empresas de ônibus na região de Sorocaba que realizam transporte de passageiros interurbano reduziram oferta de carros em alguns horários e isso ampliou brecha para circulação do transporte clandestino, que antes era minguado. De Pilar do Sul para Salto de Pirapora e para Sorocaba os passageiros reclamam a falta de mais ônibus , essa situação pode despertar interesse de perueiros para assumirem os horários que os ônibus não circulam. 

    É evidente que se isso acontecer os perueiros vão iniciar transportar os passageiros de Pilar para Salto de Pirapora e vice-versa, dessa maneira pode firmar a linha clandestina de uma cidade para outra e depois disso é mão na roda para ampliar o transporte clandestino das duas cidades para Sorocaba. As empresas de ônibus que se cuidem!

   

 

Itu - Oito toneladas de maconha apareendidas pela Polícia Rodoviária

 


    POLÍCIA MILITAR  RODOVIÁRIA (BPRv) apreendeu sexta-feira, 17/09, mais de oito toneladas de maconha. A ação foi realizada na altura do quilômetro 84 da Rodovia Castelo Branco, em Itu, no interior do Estado.


    Durante o patrulhamento, a equipe avistou um caminhão de bebidas, que transitava em alta velocidade pela via. Imediatamente, os agentes iniciaram o procedimento de aproximação e o condutor do veículo não obedeceu aos sinais de parada, sendo acompanhado por cerca de um quilômetro até que os policiais realizaram a abordagem. 

    Com a vistoria do veículo em curso, o condutor foi questionado acerca da carga e confessou que transportava entorpecentes. Os policiais encontraram o conteúdo que estava disposto em 386 fardos misturados às caixas de bebida.  O motorista foi encaminhado à Polícia Federal, onde a ocorrência foi registrada.

    Reproduzido da Secretaria de Segurança Pública-SP

domingo, 12 de setembro de 2021

Homem é condenado por injúria racial contra professora

 


    A 3ª VARA CRIMINAL DA CAPITAL condenou um homem por injúria racial praticada contra professora de educação infantil. A pena privativa de liberdade (dois anos de reclusão em regime semiaberto) foi substituída por dois anos de serviços à comunidade e prestação pecuniária no valor de quatro salários mínimos, destinada a entidade a ser especificada na fase de execução.

De acordo com os autos, o réu é pai de uma das alunas da creche onde a vítima trabalha. Na ocasião, ele foi até a sala de aula onde estava a professora e, sem nenhum motivo aparente, a empurrou pelo ombro e lhe disse: “você é preta, quem pensa que é? Nóis é branco e você não pode se desfazer da minha filha”. O pai de outra criança, que acompanhou a cena, chamou a polícia.


Na sentença, o juiz Carlos Eduardo Lora Franco afirma que não há dúvidas de que o réu tenha proferido a frase imputada na denúncia “a qual inequivocamente tem claro conteúdo de injúria racial, pretendendo que alguém da raça negra seja inferior ao branco, o que é absolutamente inadmissível e caracteriza plenamente o crime imputado, sendo de rigor sua condenação”.


Na dosimetria da pena, o magistrado aumentou a pena base considerando as circunstâncias do delito: o fato de ter ocorrido num ambiente escolar, na presença de crianças e contra a professora deles; de as ofensas terem se iniciado gratuitamente; e, ainda, pelo consequente afastamento da professora da turma com quem já trabalhava há quase um ano e meio. 


    “Por tudo isso, dada a gravidade do caso concreto, e a personalidade demonstrada pelo réu, que não apresentou qualquer arrependimento mas, antes, ainda quis imputar à vítima uma acusação falsa, tenho como necessária e adequada a fixação da pena no patamar intermediário previsto no tipo penal”, afirmou. “A prestação de serviços à comunidade é aplicada por ser das mais eficientes na reeducação dos condenados e no desestímulo à reiteração criminosa”, finalizou o juiz. Cabe recurso da decisão.


    Reproduzido do Tribunal de Justiça-SP

 

segunda-feira, 6 de setembro de 2021

Pilar do Sul - Pedreiro é encontrado morto no Recinto de Festa Chico Mineiro


   

 POLÍCIA vai investigar a causa da morte do pedreiro Erik Luiz Bento de 44 anos. O corpo dele foi encontrado segunda-feira pela manhã, 06/09,  no recinto de Festa Chico Mineiro e apresentava ferimento na face. As lesões levantaram suspeita de violência.

    A vítima é natural de São Miguel Arcanjo e de acordo com informação de um familiar, o pedreiro Erik residia na Rua Professor Eloy Lacerda, no Centro de Pilar do Sul.  

    Segredo da credibilidade é ser fiel ao fato! 

sábado, 4 de setembro de 2021

Operação Independência reforça segurança no Estado

    A POLÍCIA MILITAR iniciou sexta-feira, 03/09, a Operação Independência para reforçar a segurança em todo o Estado de São Paulo durante o feriado prolongado. Para isso, serão mobilizados mais de 22 mil PMs diariamente até o próximo dia 8, com foco em áreas urbanas, rurais e nas rodovias. No dia 7, o efetivo chegará a 27 mil militares nas ruas.

    Todo o policiamento continuará sendo feito pelo efetivo local de cada região paulista, contudo, haverá um reforço com o emprego de equipes especializadas. Sendo assim, além dos batalhões territoriais, serão mobilizados integrantes dos Comandos de Policiamento Rodoviário (CPRv), Ambiental (CPAmb), de Trânsito (CPTran), de Choque (CPChq), de Aviação (CavPM) e do Corpo de Bombeiros (CBB). 

    Ao todo, mais de doze mil viaturas de duas e quatro rodas, 110 cavalos, 20 aeronaves e drones darão apoio às atividades em cada dia da ação. 

    Todas as equipes estarão focadas em aumentar a percepção de segurança e inibir a prática de crimes, especialmente aqueles cometidos com a intenção de obrigar a vítima a realizar transferências por meio de aplicativo bancário instalado no celular e roubos a banco e caixas eletrônicos. Além disso, atuarão para intensificar o policiamento no trânsito, rodovias e áreas de mata, e também as ações ostensivas, de resgate, fiscalização e prevenção. Ainda nas estradas, cães farejadores serão utilizados para combater o tráfico de drogas.

    Por parte das equipes especializadas, as atividades estarão direcionadas na Capital, Grande São Paulo, litoral paulista e estâncias turísticas, bem como locais de grande fluxo de pessoas: parques, restaurantes, imediações de shoppings, comércio popular, manifestações e áreas bancárias.

    Ainda como parte dos trabalhos, todos os dias será deflagrada a operação “Luzes da Noite”, que consiste no estacionamento de equipes da PM em locais estratégicos, no período noturno e com sinalização adequada, aumentando a visibilidade para dar maior segurança ao cidadão e aos policiais.

    Reproduzido da Secretaria de Segurança-SP