Restaurantes, Pousadas e Pizzarias

sábado, 13 de janeiro de 2018

Aplicativo facilita socorro a vítima de violência doméstica



    APLICATIVO JUNTAS (PLP 2.0)mecanismo de combate à violência doméstica, possibilita que mulheres em situação de perigo enviem, pelo celular, um pedido de socorro a pessoas previamente cadastradas, que recebem, por mensagem, a exata localização da vítima. Com ele, mulheres expostas à violência doméstica podem construir uma rede pessoal de proteção.

        Além dos números cadastrados, o aplicativo aciona diretamente as redes de atendimento das Promotoras Legais Populares (PLPs) – lideranças comunitárias femininas capacitadas em noções básicas de leis e direitos humanos que atuam na defesa, orientação e triagem de demandas de violação de direitos, assim como na prevenção da violência contra a mulher.

        Juntas (PLP 2.0) está disponível para ser baixado em celulares com o sistema Android (que envia um pedido de ajuda mediante o acionamento do botão liga/desliga do celular por quatro vezes) ou em IPhone (que possui mecanismo de acionamento diferente, ativado por meio de toque no próprio aplicativo). Para tanto, basta acessar a loja de aplicativos do celular ou o endereço www.plp20.org.br para fazer download do app, sendo possível cadastrar contatos (telefone, e-mail ou perfil no Facebook) de pessoas de confiança, que podem ser acionadas em possíveis situações de risco.
         
        Comunicação Social TJSP – AM (texto) / JT (arte)
        imprensatj@tjsp.jus.br

Traficante "dança" artigo 33 em Boituva

Este Homem

    TRAFICANTE "caiu do cavalo" ao ser encontrado mais de novecentas porções de entorpecentes sob sua responsabilidade. O caso aconteceu sexta-feira, 12/01, na Rua Alexandre Amaro, Parque Novo Mundo, localidade conhecida como "fortaleza do tráfico" em Boituva.

    Milicianos da Força Tática apreenderam vinte e oito porções de maconha (70 gramas), cento e doze porções de crack (50 gramas) e setecentos e setenta e um pinos contendo cocaína (544 gramas). 
As Drogas


    Em ação contínua detiveram o indivíduo Marcelo Ribeiro Cardoso. O caso apresentado na Delegacia, onde a autoridade policial ratificou flagrante por tráfico de drogas artigo 33 da lei 11.343/06 (audiência de custódia). 

    Quem ler jornal só sabe notícia amanhecida, leia Sorocaba Notícia aqui a notícia é da hora! 

Outro canto da sereia em Piedade

    MULHER RESIDENTE NA ÁREA RURAL DE PIEDADE precisou de grana emprestada e imaginou que pela internet isso seria mais fácil porque seu nome consta restrição de crédito, ela pesquisou pela internet até encontrar uma "instituição financeira".

    Ela enviou mensagem via aplicativo, um homem respondeu sua mensagem afirmando ser consultor da empresa e sugeriu a ela depositar R$ 400,00 a titulo de taxa cadastral. Ao receber o número da conta a mulher efetuou o depósito. Depois de confirmar o depósito o homem solicitou outro depósito de R$ 300,00 que seria para iniciar o atendimento. A mulher fez o segundo depósito.

    Percebendo que a semente do golpe estava germinando, o homem pediu que a mulher depositasse mais 2 mil; ela informou que não tinha esse montante, o golpista reduziu para R$ 150,00. A mulher efetuou o terceiro depósito totalizando R$ 850,00. 

    Após o terceiro depósito ela se convenceu que caiu no canto da sereia; a mulher implorou ao golpista que lhe devolvesse o montante depositado em três contas diferentes; implorou sem sucesso. Ela registrou o caso na Delegacia da cidade.

    Segredo da credibilidade é ser fiel ao fato

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

ARTESP: Alerta sobre hanseníase nas rodovias paulistas

    ARTESP e as 22 concessionárias de rodovias paulistas estão apoiando a campanha educativa que visa ampliar informações sobre a hanseníase, tema do "Janeiro Roxo" instituído pelo Ministério da Saúde. Os 352 painéis de mensagens variáveis (PMVs) instalados em pontos de grande movimentação das rodovias paulistas concedidas exibirão o alerta: "Janeiro Roxo – Todos Contra a Hanseníase".

    Com isso, espera-se que as pessoas busquem mais informações sobre a doença para que o diagnóstico seja feito mais precocemente. "A hanseníase é hoje no Brasil uma endemia oculta pela falta de diagnóstico. As pessoas têm procurado as unidades de saúde quando a doença já está no estágio de incapacidade física. Com a campanha, e a parceira da Artesp, esperamos chegar às pessoas para ter diagnósticos mais rápidos e chegar no controle dessa doença que é milenar na sociedade", avalia o Dr. Cláudio Salgado, presidente da Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH), em entrevista para a Rádio Artesp Informa.

    O tratamento para hanseníase, feito com antibiótico, é gratuito em todo o país. A doença é causada por uma bactéria que afeta os nervos levando à perda ou diminuição da sensibilidade ao toque, à dor, ao frio e calor, além de formigamentos e dormências. Podem surgir manchas avermelhadas ou esbranquiçadas na pele. Além disso, a hanseníase é a doença infecciosa que mais causa cegueira. Se for diagnosticada a tempo, as sequelas podem ser controladas e o paciente terá uma vida normal. Os exames clínicos são suficientes para o diagnóstico.


    O Brasil é o segundo país com mais casos de hanseníase, atrás da Índia. Por ano, são registrados perto de 30 mil casos da doença, nos vários estados brasileiros e dentre as várias classes sociais, incluindo adultos e crianças. A título de comparação, o Brasil registra oficialmente a mesma quantidade de casos de HIV/AIDS anualmente. Estima-se que 90% da população têm defesa natural contra a doença, mas a hanseníase leva de 5 a 10 anos para se manifestar.


    Em 2017, a SBH lançou a campanha educativa Todos Contra a Hanseníase, com objetivo de alertar e levar informações à população. "Muitas pessoas convivem durante anos com a doença sem conhecer os sintomas. Por isso, precisamos que jovens e adultos sejam alertados e se tornem multiplicadores de informações, para evitar o diagnóstico tardio e as sequelas", alerta Salgado. A entrevista completa com o Dr. Cláudio pode ser ouvida e baixada no link: goo.gl/AFR2fL. Para mais informações sobre a doença, acesse o site da Sociedade Brasileira de Hansenologia: www.sbhansenologia.org.br.

    Release da ARTESP

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Flagrantes em Porto Feliz serão registrados em Tietê


    DE ACORDO com a Delegacia Seccional de Polícia de Sorocaba, a Delegacia de Porto Feliz está sendo transferida temporariamente para um imóvel, locado pela Prefeitura e cedido à Polícia Civil, situado na Rua Arcilio Borges nº 67, Centro, Porto Feliz.

    A transferência foi obrigatória devido às condições estruturais do prédio onde funcionava, em razão das fortes chuvas que atingiram a cidade nos últimos dias.

     Devido a necessidade de adequação do imóvel alugado pela Prefeitura e instalação do sistema de registro de ocorrência, a Delegacia de Porto Feliz restabelecerá seu expediente normal de atendimento a partir de terça-feira 16/01/.

     Até lá estarão sendo registrados na Delegacia de Tietê os casos de prisão em flagrante e outras ocorrências que demandem providências imediatas por parte da autoridade policial. 

    As demais ocorrências poderão ser registradas pela Polícia Militar que, de acordo com a Resolução SSP nº 57/2015, serão encaminhadas posteriormente para registro junto à Polícia Civil.

                                             

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Indivíduo do tráfico é surpreendido pela PM de Piedade


    POLÍCIA MILITAR deteve o indivíduo Anderson Antonio da Silva por tráfico de drogas. O caso aconteceu terça-feira à tarde , 09/01. Ele estava num ponto de ônibus na Estrada Giacomo Bassi, na Vila Moraes, periferia de Piedade, ao avistar uma viatura da Polícia Militar ele dispensou uma sacola e fugiu do local.

    Os milicianos realizaram acompanhamento resultando em abordagem do suspeito. Ao revistá-lo encontraram R$ 75,00 e no interior da sacola que ele dispensou havia 106 frasconetes contendo cocaína, 13 porções de maconha e 48 pedras de crack. Na Delegacia de Piedade, o delegado Paulo Sérgio Garcia prendeu Anderson Antonio por tráfico de entorpecentes artigo 33 da lei 11.343/06 (audiência de custódia).

    Segredo da credibilidade é ser fiel ao fato   

Mulher é presa por tráfico de droga e posse de arma em Tatuí


    AÇÃO CONJUNTA da Polícia Civil e a Guarda Civil Municipal de Tatuí com vista em combater o tráfico de droga nos bairros Santa Rita e Congonhal, prendeu uma mulher no Bairro Santa Rita por tráfico de entorpecentes.

    Averiguando pela residência localizaram sessenta e cinco porções de cocaína, um revólver calibre 38 e quinze munições do mesmo calibre, anotações a respeito da venda de drogas e R$ 2.670,00 que seria da venda de entorpecentes. 

    Em seguida detiveram a moradora Thais Cardoso Santos de 24 anos. Na Delegacia de Tatuí, ela afirmou que todo material encontrado na casa dela seria de responsabilidade do seu esposo, que não estava na residência. 

    A autoridade policial prendeu a mulher por posse de arma artigo 14 da lei 10.826/03 e tráfico de droga artigo 33 da lei 11.343/06 (audiência de custódia). O fato ocorreu terça-feira, 09/01.

    Não dá para viver sem notícia