quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Chacareiro e um comerciante são levados ao chilindró por envolvimento com droga em Salto de Pirapora

Tiago Bezerra
    Denúncia anônima informou à Polícia Militar que um homem residente numa chácara, situada no Bairro dos Alpes, próximo ao Bairro Cafundó, na zona rural de Salto de Pirapora estaria envolvido com venda de entorpecentes. 

    Por volta das 09h de quinta-feira, 29/09, policiais militares com apoio de guardas civis municipais foram averiguar a denúncia. Chegaram no local e ao averiguarem pelo interior de um automóvel Fox de cor preto, localizaram 2 mil pinos vazios, pinos contendo cocaína e aproximadamente R$ 5.600 (cinco mil e seiscentos reais), dinheiro que a polícia acredita ser arrecadado com venda de entorpecentes.

    A polícia deteve o proprietário da chácara, Tiago Bezerra de Siqueira. Ao verificar o celular de Tiago, a polícia visualizou mensagens referentes à venda de drogas e indagou quem seria um tal de Daniel. Tiago delatou que Daniel Rodrigues de Góes era seu vendedor de drogas, e que Daniel era proprietário de um bar, localizado no Jardim Primavera, na mesma cidade.
Daniel Rodrigues



    As equipes saíram em direção ao estabelecimento de Daniel, e avistaram Daniel dirigindo um Fiat Uno pela Avenida Pedro Pires de Melo, no Bairro Campo Largo. As equipes localizaram no interior do carro dirigido por Daniel: 11 pinos contendo cocaína e R$ 460,00. Os dois estão presos.

   O segredo da credibilidade é ser fiel ao fato


sábado, 10 de setembro de 2016

Indivíduo assalta posto de combustíveis e deixa frentista trancado no escritório do posto em Salto de Pirapora

Felipe Ferraz
    Por volta das 04h de sábado, 10/09, um ladrão simulou estar armado e conseguiu render um frentista do "Auto Posto Bremer", localizado em frente ao Terminal Rodoviário de Salto de Pirapora. 

    O frentista acreditou que o ladrão estava armado e atendeu as exigências do bandido e entregou-lhe a quantia de R$ 150,00. Depois de pegar o dinheiro o ladrão trancou o frentista dentro do escritório do "Posto Bremer" e em seguida fugiu.

    Trancado no escritório, o frentista telefonou para a Guarda Civil Municipal e informou a dinâmica do assalto, as vestes e as características físicas do ladrão. Os guardas realizaram diligência pelas proximidades e depois foram ao Jardim Teixeira, e por lá abordaram um suspeito que trajava vestes citadas pelo frentista. Ele não portava arma. 

    Em princípio o suspeito disse que seu nome era Lucas Ferraz. Ao ver o suspeito o frentista (vítima) reconheceu o indivíduo como sendo o autor do roubo. 

    No desfecho da ocorrência os guardas souberam que o indivíduo revelou o nome do irmão dele, e que sua identidade é Felipe Ferraz, morador do Jardim Teixeira. Felipe Ferraz é egresso do presídio de Porto Feliz, onde esteve recluso por cometer crime patrimonial e continuava cumprindo pena em regime aberto (o regime que o apenado deve comparecer ao Fórum a cada quatro meses). Felipe Ferraz está preso por artigo 157 do Código Penal.

    Aqui a notícia chega chegando

sábado, 3 de setembro de 2016

Provedora da Santa Casa de Salto de Pirapora garante que vai resolver o problema da negativa de informação à imprensa

    Ao saber o teor da reclamação em editorial de Sorocaba Notícia a respeito da negativa da Santa Casa de Salto de Pirapora em fornecer informação sobre atendimento de um menino vítima de acidente na sexta-feira à noite, 02/09, no sábado pela manhã, 03/09, a provedora da Santa Casa, Ceumi Cardoso Silveira falou ao Sorocaba Notícia.

    Ela afirmou que não há determinação para o corpo de enfermagem negar informação à imprensa de pessoas atendidas naquele pronto-atendimento. Segundo a provedora, os atendentes do hospital não tem informação a respeito de vítimas atendidas no hospital, quem pode informar é o corpo de enfermagem e garantiu que vai apurar para saber porque à enfermagem negou informação.

     "Temos estrutura de remoção de vítimas para resgatar e remover feridos de maneira mais rápida; nossa equipe deve se orgulhar do atendimento prestado aos feridos e citar que à Santa Casa atendeu à vítima. Por que não informar à imprensa: Preguiça, qual seria a motivação para não informar? Vou resolver isto; concluiu a provedora!

    Sorocaba Notícia espera que isto não se repita!