terça-feira, 11 de outubro de 2016

Concurso para aluno-oficial da Polícia Militar-SP

    A Polícia Militar lançou o edital do concurso para preencher 131 vagas de aluno-oficial. As inscrições abrem às 10 horas de quinta-feira, 13/10, exclusivamente pelo site da Vunesp, e vão até às 15h59 do dia 8 de novembro.
    Os aprovados farão o curso superior de Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública. De acordo com o edital, publicado na edição de sexta-feira, 07/10, no Diário Oficial do Estado (DOE), o salário inicial é de R$ 2.946,54.
    Para concorrer, é necessário ter concluído o Ensino Médio, ser brasileiro, ter no máximo 30 anos, estar em dia com as obrigações eleitorais e com serviço militar e não possuir antecedentes criminais. Os homens devem ter no mínimo 1,60 m de altura, e as mulheres 1,55.
    A taxa de inscrição é R$ 130. Este é o primeiro edital publicado após o governador Geraldo Alckmin sancionar a lei que formaliza as formas de ingresso à corporação. 
    Os candidatos serão avaliados em prova escrita, com 80 questões objetivas de alternativa, e redação. Serão submetidos à avaliação de condicionamento físico, exames de saúde e psicológicos, além de passar por um processo de investigação social e análise de documentos e títulos.
                                 O curso
    Após aprovados, os alunos-oficiais passam por aproximadamente três anos de formação na Academia de Polícia Militar do Barro Branco (APMBB), na zona norte da Capital. São aplicadas disciplinas como Polícia Comunitária, Direitos Humanos, Inteligência Policial, Noções de Polícia Científica, entre outras.
    A formação tem o objetivo de capacitá-los para o exercício de comando e gestão das atividades de polícia ostensiva, preservação da ordem pública, defesa civil e territorial. O curso inclui estágio de observação de ações policiais.
    Após a conclusão, os cadetes se tornam aspirantes a oficiais e passam por estágio de seis meses acompanhando unidades de patrulha das regiões em que vão atuar. Depois desse período, se tornam 2º tenentes. Desde 2011, o Governo do Estado contratou 25.932 novos policiais, sendo 21.590 militares, 3.650 civis e 692 técnico-científicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário