terça-feira, 4 de outubro de 2016

Um terço de policiais militares presos no Presídio Romão Gomes-SP é por homicídio ou lesão corporal

    Quarenta e três dos 129 PMs presos entre janeiro e julho deste ano, no Estado de São Paulo, respondem a acusações de homicídio ou lesão corporal. Desse grupo, 34 são suspeitos de homicídio e nove, de lesão corporal. As acusações de homicídio abrangem as modalidades dolosa (com intenção) e culposa (sem intenção), já que diferentemente da lei penal brasileira aplicada aos civis.

 O homicídio culposo cometido por um PM também pode resultar em uma prisão em flagrante. Além do homicídio e da lesão corporal, que encabeçam o ranking de crimes com mais imputações aos PMs presos em 2016, os dados da Secretaria da Segurança apontam que corrupção (oito prisões), roubo (seis) e tráfico de entorpecentes (cinco) também aparecem com destaque no levantamento.

    Reproduzido do Diário de Sorocaba
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário