Restaurantes, Pousadas e Pizzarias

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Record de pessoas presas pelas Forças de Segurança de Salto de Pirapora em 2016

    Estatística da Delegacia de Salto de Pirapora mostra que de janeiro ao início de dezembro de 2016, a Polícia Civil prendeu 306 pessoas, somando flagrantes e cumprimento de mandados de prisão. No mesmo período de 2014 a Polícia prendeu 290 pessoas. O resultado de 2016 aponta aumento de 5% da produtividade.                                       

    A autoridade policial determinou 192 flagrantes: estelionato, receptação, posse ilegal de arma e extorsão 18 casos, 25 casos de embriaguez ao volante, 12 flagrantes por roubo, 01 estupro, 09 porte ilegal de arma, 24 flagrantes por violência doméstica, 30 detenções por furto, 66 por tráfico de entorpecente e 07 tentativas de homicídio.

    As equipes capturaram 68 procurados. Os casos de mais repercussão são: a captura da cabeleireira Francinete Alves de Azevedo, e de três comparsas dela, todos acusados de furto qualificado numa residência do Bairro São Manoel; a prisão da cuidadora de criança Eva da Cruz Perico, condenada a cumprir 12 anos de reclusão, por ter assassinado o marido enquanto ele dormia; e a prisão de dois rapazes residentes no Bairro dos Leites, em Piedade, ambos estão presos por suspeita de matar dois homens e ferir outro, quando os três se dirigiam ao trabalho no Bairro Fazendinha, em Salto de Pirapora.  É importante ressaltar que num caso de flagrante a polícia pode prender mais de uma pessoa. 
                                                                     
    O delegado titular da unidade Gilberto Montenegro Costa Filho afirma que o resultado obtido é fruto de trabalho afinado entre Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Civil Municipal, que juntos desenvolvem trabalho eficiente aos cidadãos. Ele aproveitou a oportunidade para reforçar a necessidade do cidadão aproximar-se da Polícia e fazer denúncia utilizando o Disque-Denúncia 181.  
                                                       

Nenhum comentário:

Postar um comentário