terça-feira, 14 de março de 2017

Desentendimento de paciente com médica por demora em atender termina na Delegacia de São Miguel Arcanjo

Beneficência Nipo-Brasileira, em São Miguel

    No início da tarde de terça-feira, 14/03, Luiz Carlos Leão de 42 anos, morador do Bairro Colinas, Zona Rural de São Miguel Arcanjo aguardava atendimento médico no Hospital Beneficência Nipo-Brasileira, em São Miguel Arcanjo e teria reclamado da demora para ser atendido.

    Ao reclamar da demora, o cidadão Luiz Carlos teria proferido termos agressivos contra a médica Simone Brum de Oliveira. Há quem diga que houve vias de fatos entre o paciente e a médica. Uma equipe da Polícia Militar esteve no hospital e convidou os dois para irem à Delegacia da cidade.

    O delegado Eduardo de Souza Fernandes ouviu a versão de Luiz Carlos reclamando que a médica teria tentado agredi-lo. A médica relatou ao delegado que Luiz Carlos teria tentado lhe agredir. O delegado registrou o caso como pertubação no trabalho e vias de fato. Depois do registro a médica fora liberada. 

    Durante o registro da ocorrência, a polícia pesquisou sobre Luiz Carlos e identificou que havia mandado de prisão por falta de pagamento de pensão alimentícia, por este motivo o delegado o prendeu. A família de Luiz Carlos pagou o valor devido da pensão alimentícia, e no final da tarde aguardava expedição do alvará de soltura dele. 

    Notícia sem detalhe não é verdadeira, é suposição.

Um comentário:

  1. Nada a ver que o cara deve ou não, o problema são os atendimento na saúde que esta uma merda, esta medica acha que o povo é lixo, não esta contente vai catar lata. A saúde Brasileira como a maioria dos órgãos públicos teriam de serem todos terceirizados para haver um melhor atendimento a população, os nossos funcionários públicos não querem trabalha querem só salario, fica uma dica não discutam com estes indivíduos faça um BO por mau atendimento, ai a coisa muda !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir