Restaurantes, Pousadas e Pizzarias

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Secretário da Segurança-SP ministra palestra aos oficiais do Curso Superior de Polícia

    O secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, ministrou uma palestra, na manhã de quarta-feira, 05/04, a 35 oficiais da Polícia Militar que estão se graduando no Curso Superior de Polícia (CSP). A aula foi realizada na sede da SSP, no centro de São Paulo.

    O CSP é reconhecido como doutorado e torna os policiais aptos a exercerem funções estratégicas e de planejamento no alto escalão da corporação. A formação no curso é requisito para que os oficiais possam subir da patente de major à tenente-coronel e, posteriormente, à coronel – o mais alto grau.
    A turma é composta por trinta majores e cinco tenentes-coronéis. Do total, três alunos são do Rio Grande do Sul e dois, do Maranhão.
    Durante a palestra, Mágino destacou a integração entre o alto comando da Polícia Militar e a secretaria, além de tirar dúvidas sobre procedimentos internos diversos. Entre eles, o "caminho" que um projeto de lei percorre dentro do gabinete antes de seguir ao Palácio dos Bandeirantes e à Assembleia Legislativa (Alesp).
    "Trabalhamos para aprimorar o trabalho policial. Por isso, muitos projetos surgem no comando da PM e são avaliados aqui na SSP e, posteriormente, pelo Governo do Estado. Na Alesp há ainda diversos deputados, que são parceiros da Segurança Pública, e sempre ajudam a valorizar nossos policiais", ressaltou.
    Mágino ainda esclareceu algumas particularidades locais de São Paulo aos alunos dos outros estados. Entre as principais dúvidas, estava o funcionamento do Fundo de Incentivo à Segurança Pública (FISP), o investimento em estrutura e estudo dos policiais e algumas legislações estaduais.
                             APMSSP
    O chefe da Assessoria Policial Militar da Secretaria da Segurança Pública (APMSSP), coronel Joselito Sarmento de Oliveira Junior, também conversou com os alunos. O oficial explicou o funcionamento da unidade e a importância da proximidade entre a PM com as demais polícias e com o próprio governo, por meio da SSP.
    "Nossa função, na APMSSP, é assessorar o secretário e auxiliar nos setores da SSP que se relacionam com a Polícia Militar", destacou. "Junto com a Polícia Civil, compomos diversos grupos para permitir que as demandas das nossas instituições sejam viabilizadas".
    Dentro da estrutura da secretaria, as assessorias policiais, tanto da Polícia Civil, quanto da PM, compõe em conjunto setores como a Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP), que verifica os indicadores criminais e projetos; Assessoria Técnico-Policial (ATP), que trata da parte jurídica de todos os tipos de convênios e resoluções; Serviço de Informações ao Cidadão (SIC), sobre dados e questionamentos vindos por meio da Lei de Acesso à Informação; o grupo de controle do FISP, que trata da destinação dos recursos do Fundo de Incentivo; entre outros.
    A APMSSP, que em março de 2017 completou 30 anos de existência, é responsável ainda pelo Corpo de Guarda e Escolta, unidade responsável pela segurança do secretário e do secretário-adjunto da pasta, além da proteção das dependências físicas da SSP.
    Reproduzido da Secretaria da Segurança Pública-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário