Restaurantes, Pousadas e Pizzarias

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Sorocaba Notícia vai acompanhar inquérito sobre suposto "acordão" na Câmara de Vereadores de Salto de Pirapora

Laura Rebello

    Na segunda quinzena de abril deste ano, O Jornal de Salto de Pirapora publicou nota de esclarecimento em que a ex-diretora jurídica da Câmara de Vereadores de Salto de Pirapora,  a advogada Laura Rebello Pereira afirmou que ela não responde inquérito na Delegacia Seccional de Sorocaba.

Ora, a reportagem publicada por Sorocaba Notícia intitulada "Delegacia Seccional de Sorocaba vai investigar "acordão" na Câmara de Vereadores de Salto de Pirapora" informou que todos citados no caso serão investigados se cometeram suposto crime punível pelo Código Penal. Isto é fato.

É certo que a advogada Laura Rebello será investigada, isso ainda não aconteceu porque o inquérito está em tramitação pelo Fórum de Salto de Pirapora, assim que chegar em Sorocaba, a Delegacia Seccional de Polícia vai investigar todos inclusive a ex-diretora jurídica Laura Rebello. 

Sorocaba Notícia informou na reportagem porque acessou despacho da magistrada que analisou o acordo extrajudicial e discordou do tal acordo  por considerar contaminado por má fé. A juíza provocou o Ministério Público e este além de instaurar inquérito civil, encaminhou ofício ao delegado de Salto de Pirapora para instaurar conduta de todos envolvidos. O delegado o fez.

Sorocaba Notícia vai aguardar a peça inquisitiva chegar na Delegacia Seccional de Polícia e tentar saber os nomes dos investigados, se a advogada Laura Rebello não estiver entre os investigados Sorocaba Notícia fará reportagem e em seguida procurará o Ministério Público em Salto de Pirapora e informará que a advogada não responde inquérito como solicitou o ministério público.

    Não faz sentido a ex-diretora jurídica Laura Rebello não ser investigada porque ela é personagem do fato e o ministério público denunciou a todos inclusive a Laura Rebello por ato de improbidade administrativa. Não acredito que o delegado de Salto de Pirapora, Gilberto Montenegro Costa Filho iria instaurar inquérito sem o nome da ex-diretora jurídica Laura Rebello pois o ofício da Promotoria de Justiça solicitou investigação dos envolvidos. Aguardem desfecho deste caso.

    Sorocaba Notícia estará acompanhando  

Nenhum comentário:

Postar um comentário