Restaurantes, Pousadas e Pizzarias

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Vereador deve ser cassado e demitido da Prefeitura de Pilar do Sul

Vereador Agnaldo Silvestre

    O Judiciário condenou o vereador de Pilar do Sul, Agnaldo Silvestre da Cruz a pagar R$ 2 mil a uma mutuária da CDHU, porque Agnaldo teria exigido e recebido R$ 2 mil da mulher para ele elaborar um processo administrativo favorecendo a mutuária não perder o imóvel dela, que estava alugado, o que é proibido por lei estadual. Ele cometeu o fato em fevereiro de 2016.

    Atualmente Agnaldo Silvestre é vereador (PDT) e ajudante geral na Prefeitura de Pilar do Sul. Quando utilizou o cargo de servidor público para obter vantagem Agnaldo Silvestre também era vereador. Em dezembro de 2015, Agnaldo Silvestre assumiu a cadeira de vereador deixada pelo saudoso edil Gi Paiotti, que morreu infartado em novembro daquele ano.

    O Judiciário puniu o vereador e servidor público porque entendeu que ele cometeu concussão, infração cometida por funcionário público que utiliza o cargo para obter vantagem. A Câmara de Vereador é competente para cassar mandato de edil que fere à lei ou por atitude imoral a chamada falta de decoro parlamentar. O vereador fraturou o decoro?


    Sem dúvida o vereador agiu com falta de decência, ato incompatível com o cargo que ele ocupava e ocupa na Câmara de Vereadores de Pilar do Sul. Merece a Câmara criar uma comissão parlamentar para apurar o caso e depois levar o fato ao plenário da Casa Legislativa. Os vereadores devem cassar o mandato de Agnaldo Silvestre por dois motivos: primeiro para resguardar a Casa de Leis e segundo para mostrar que eles não aceitam atitude dessa natureza. 

    A consequência imposta pela Justiça é branda, a cassação do mandato de vereador é uma consequência mais severa. A Prefeitura também deve abrir um PAD e se confirmando os fatos deve aplicar demissão a bem do serviço público, isto é outra punição justa porque a Prefeitura não deve ter em seu quadro um servidor público desse naipe. Um servidor não deve exigir dinheiro para desempenhar a função que ele é pago para exercer. 

    Merece providência   

2 comentários:

  1. Valeu amigo já esta circulando por aqui, vai ferve com certeza, abraços !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Que exemplo desse homem publico, ainda se diz o cara pastor evangélico nota zero pra ele, e um tremendo mal carácter, li um comentário de um repórter português, existe esse tipo de politico porque esse poveco não sabem escolher os representantes para comandar a cidade, esse cara precisa ser punido para ficar impune, a camara tem que cassar o mandato dele.

    ResponderExcluir