Restaurantes, Pousadas e Pizzarias

terça-feira, 16 de maio de 2017

Viação Estevam é impedida de transportar estudantes de faculdade em Pilar do Sul por não cumprir obrigações com Sindicato

Ônibus no Interior da Garagem da Viação Estevam

    Há mais de dois anos a empresa de ônibus Viação Estevam presta serviços à Prefeitura de Pilar do Sul e desde o início nunca cumpriu obrigações com o Sindicato dos Condutores de Sorocaba e nem cumpre obrigação com o Ministério do Trabalho. 

    A situação acontecia porque o governo municipal ( então prefeita Janete Pedrina de Carvalho) era conivente com o conjunto de irregularidades.

    A empresa registra uns motoristas e trabalha com outros motoristas sem registro. Excesso de jornada de trabalho é outra irregularidade constatada pelo Sindicato. A entidade sindical também aponta que a empresa não paga convênio médico; o ticket alimentação que é de R$ 600,00 a empresa fornece somente R$ 400,00. Há trinta dias o Sindicato notificou a Viação Estevam e a Prefeitura a respeito das irregularidades, e afirmou que a entidade sindical iria agir se a situação persistisse. Não houve solução das irregularidades. 

    Na segunda-feira pela manhã, 15/05, diretores do Sindicato foram até a garagem da empresa no Bairro Campo Grande, em Pilar do Sul e impediram a saída dos ônibus que sairiam para transportar pacientes de Pilar do Sul para outros municípios e estudantes de Pilar do Sul para faculdades em Sorocaba. 

    Tanto a Saúde como a Educação providenciaram transportes para atendimento das demandas. A tarde, em caráter emergencial a Prefeitura contratou seis ônibus da empresa São João para transportar estudantes de faculdade para Sorocaba e Tatuí. Na terça-feira pela manhã, 16/05, o Sindicato informou que a Viação Estevam se nega a resolver a situação irregular por esse motivo o Sindicato manterá sua posição. 

    Sorocaba Notícia apurou que a Prefeitura de Pilar do Sul continuará contratando a empresa São João para transportar os estudantes de faculdade até que a Viação Estevam se regularize ou o contrato seja rescindido.

    Aqui a notícia chega chegando   

Nenhum comentário:

Postar um comentário