sábado, 3 de junho de 2017

Pedófilo de Alambari-SP é preso pela DIG em Itapetininga

Elton na Delegacia

    Alguém denunciou na Delegacia de Investigações Gerais de Itapetininga, que um feirante era suspeito de molestar uma criança, filha de uma feirante. A polícia começou trabalhar no caso e acessou fotos que mostram diversas situações de abuso sexual cometidos pelo feirante contra a menina. 

    Uma foto mostra o feirante fazendo sexo oral na criança. O crime era cometido no interior de sanitários em estabelecimentos comerciais aos arredores da feira. De acordo com informação da polícia, o feirante simulava ser pai da menina, pedia para usar o sanitário e entrava com ela nos sanitários dos comércios e lá cometia abusos artigo 217-A do Código Penal.

    Durante a investigação, a polícia soube que os abusos ocorrem desde os quatro anos de idade da menina, que atualmente tem 06 anos de idade. Com farto material provando estupro de vulnerável, a polícia obteve ordem para prender temporariamente o suspeito e mandado de busca domiciliar na casa dele, situada no Bairro Ribeirãozinho, em Alambari-SP.

    No sábado pela manhã, 03/06, investigadores da DIG foram na feira em Itapetininga e prenderam Elton da Silva Nache (solteiro). Ao ser capturado ele confessou o crime. Na residência dele a polícia apreendeu mais provas do crime. O padastro e a mãe da menina disseram à polícia, que no início deste ano suspeitaram do caso, não procuraram à Polícia porque preferiram aguardar providência divina. 

    O feirante seria encaminhado para uma unidade prisional em Piraju-SP. A polícia acrescentou que as provas são suficientes para pedir a prisão preventiva do feirante. Em 2006 ele respondeu acusação semelhante, contudo não sofreu condenação porque às provas não formaram culpa. 

    Quem ler jornal só sabe notícia amanhecida; leia Sorocaba Notícia aqui a notícia é da hora!

2 comentários:

  1. Depois de 2 anos de abuso os pais desconfiaram?! E outra, tem hora que a religião só atrapalha. Esperar providência divina...me poupe😒

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro anônimo.
      Não podemos culpabilizar Deus pelos nossos, NOSSOS, erros. Se os pais da criança preferiram tomar essa atitude, deixo claro que neste ponto concordo contigo, só neste ponto, pois também teria tomado outra atitude, porque culpar a Deus, dizer que religião só atrapalha.
      Gostaria de fazer-te uma pergunta: quando você está com problemas você nunca clama por Deus? Independente de qual religião você professa!
      Todo ser humano sempre se lembra de Deus somente nas dificuldades. É passar as tribulações e se esquece Dele.
      Deus nos dá o livre arbítrio para decidirmos o caminho que vamos dar à nossa vida. Ele nos ensina, nos mostra o caminho certo, porém, não nos obriga a segui-lo.
      Bem... Esperar o quê de alguém que se quer coloca seu nome no comentário.

      Excluir