quinta-feira, 27 de julho de 2017

Concurso da PM visa contratar 2.421 policiais



    A Polícia Militar recebeu 72 novas viaturas, na manhã de terça-feira, 25/07. Além da entrega, o governador Geraldo Alckmin assinou duas autorizações para contratar mais 2.421 PMs e um decreto para reduzir o tempo de promoção dos aspirantes a oficial.
    “Serão 221 vagas de oficiais da Academia do Barro Branco (APMBB) e 2.200 para ingresso como soldado na carreira policial militar”, destacou Alckmin. “Além disso, estamos entregando mais 72 viaturas para a PM. São veículos modernos, da melhor qualidade, para reforçar a segurança na Capital”.
    Do total de viaturas, 50 foram destinadas ao Comando de Policiamento da Capital (CPC), que as distribuirá a batalhões responsáveis pelo patrulhamento nas zonas norte, oeste, leste e sul da Capital. Os carros são GM Spin e custaram R$ 69,9 mil, cada.
    As outras 22 viaturas seguiram para o Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran), que atua em toda cidade de São Paulo. Além do modelo Spin, o comando especializado receberá veículos GM Trailblazer, com valor unitário de R$ 135 mil, e GM S10, que custa R$ 120 mil, cada.
    “Estamos preparando novas licitações para comprar mais viaturas e equipamentos para nossos policiais”, ressaltou o secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho. “Mas também investimos em pessoal, por meio dos concursos que serão abertos em breve. Medidas assim mostram o empenho do Governo do Estado em aprimorar cada vez mais a segurança daqueles que vivem no Estado de São Paulo”.
                 Novos concursos públicos
    Durante o evento, o governador assinou a autorização para abertura de dois concursos públicos que irão disponibilizar 2.200 vagas para soldado de 2ª classe e 221 para aluno-oficial da PM. Os editais serão publicados no Diário Oficial do Estado (DOE).
    A formação do soldado no Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública tem um ano de duração, na Escola Superior de Soldados (ESSd).
    O soldado atua diretamente nas ruas, nos diversos programas de patrulhamento preventivo e ostensivo. A remuneração inicial é de R$ 2.357,76, além do adicional de insalubridade de R$ 571,51.
    Já a formação do oficial no curso de bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública leva aproximadamente três anos, na Academia de Polícia Militar do Barro Branco (APMBB).
    Os oficiais da PM são responsáveis pela fiscalização, gestão e comando do efetivo que atua no policiamento. O salário inicial para o cargo é de R$ 2.946,54, já incluso o adicional de insalubridade.
    A Secretaria da Segurança Pública está realizando estudos em conjunto com a área técnica do governo para viabilizar a abertura de novos concursos para reforçar o efetivo da Polícia Civil.
                   Redução do prazo para promoção de oficiais
    Ainda durante o evento, foi assinado o decreto que diminuí pela metade o tempo em que o aspirante a oficial, após a formatura, fica em estágio-probatório até a promoção para 2º tenente.
“Esta é uma regra que existe há décadas”, explicou Mágino Alves. “A medida possibilita que o aspirante possa assumir efetivamente o comando de uma unidade da polícia militar”.
    Atualmente, o aluno-oficial do Barro Branco se forma aspirante a oficial e fica um ano em estágio probatório, acompanhando unidades de patrulha nas regiões onde vai atuar, até a promoção a oficial – 2º tenente. Com a medida, esse prazo cairá para seis meses.
    A mudança já vai beneficiar os aspirantes a oficiais que se formaram em dezembro do ano passado e estão cumprindo estágio.

    Reproduzido da Secretaria da Segurança Pública-SP
                       

Nenhum comentário:

Postar um comentário