quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Desfecho do Crime - Júri manda homem para cadeia por ter assassinado a esposa em Pilar do Sul


    Tribunal do Júri de Pilar do Sul mandou para prisão o indivíduo Marcos Amorim Silva, porque segundo denúncia do Ministério Público, em março de 2017, no Bairro Campo Grande naquela cidade, Marcos Amorim assassinou sua esposa Suzana da Silva.

    O homem chegou em sua residência pela madrugada e teria percebido algo estranho como um indivíduo saindo pelos fundos de sua residência e ao entrar em casa questionou a esposa a respeito de suposta infidelidade conjugal. Ele iniciou discussão e agrediu a esposa com socos, depois disso pegou uma faca e feriu o ombro dela.

    Suzana sentou-se próximo da porta e não reagiu, não satisfeito Marcos Amorim arrastou Suzana pelos pelos cabelos e em ato continuo a esganou-a "laudo apontou que esganadura causou a morte). A Polícia o prendeu. O ministério público denunciou Marcos Amorim por homicídio com quatro qualificadoras. 

    O julgamento ocorreu quinta-feira, 09/11, acusação exercida pelo promotor Vitor Petrin, que convergiu com a defesa do réu, o advogado Eder Lima Fresneda, que esteve acompanhado da assistente de defesa Tatiane Cristina Ferraz. O promotor Vitor Petrin afastou duas qualificadoras pedindo condenação por homicídio duplamente qualificado (tese única). 

    Após os jurados votarem os quesitos resultando no reconhecimento da culpabilidade, o juiz Ricardo Augusto Galvão de Souza impôs ao réu 14 anos de reclusão, em regime inicial fechado. Marcos Amorim está preso no CDP de Sorocaba.

    Quem comete crime está sujeito a pão de angústia e água de amargura   

Nenhum comentário:

Postar um comentário