terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Desfecho do Crime - Alemão que arrancou os olhos de outro andarilho em Salto de Pirapora sentará no banco do Tribunal do Júri


MINISTÉRIO PÚBLICO denunciou por homicídio tentado com emprego de meio cruel (artigo 121 inciso III do Código Penal) o andarilho Paulo Batista de Oliveira, 35 anos, apelidado por "Loiro ou Alemão", acusado de retirar os globos oculares do outro andarilho Marcos Valério, 50 anos, conhecido por "Marcão, crime cometido no início de janeiro de 2017, na região central de Salto de Pirapora.

    A defesa do réu que permanece preso, pediu desclassificação de tentativa de homicídio para lesão corporal artigo 129 do Código Penal. A justiça discordou da defesa ao entender que existe prova material e indício de autoria de tentativa de homicídio, portanto, pronunciou o réu Paulo Batista. 

    Em 06 de dezembro de 2017 a justiça designou o julgamento no Tribunal do Júri para 08 de maio de 2018, às 13h30, no CRAS do Bairro Campo Largo, em Salto de Pirapora. Povo pode assistir. Relembre o fato abaixo.


De cara com a fera - Sorocaba Notícia entrevista o homem que arrancou os olhos de outro andarilho em Salto de Pirapora

    Ao analisar imagens do sistema de videomonitoramento cedidas pela Guarda Civil de Salto de Pirapora e ouvir testemunhas presenciais da tentativa de homicídio contra Marcos Valério Piacipelli Moreira, 50 anos, que sofreu agressão e retirada dos globos oculares, o delegado Gilberto Montenegro Costa Filho pediu a prisão temporária por 30 dias do suspeito Paulo Batista, 35 anos, conhecido por "Loiro ou Alemão".

O juiz Roge Naim Tenn do Platão Judiciário em Sorocaba ordenou prender o andarilho Paulo Batista. Munidos com a ordem judicial as Forças de Segurança (Polícia Civil, PM e Guarda Civil) foram em possíveis locais que poderia encontrar o suspeito, porém não o localizaram. 

    Paulo Batista percebeu que era perseguido por outros andarilhos da cidade por isso foi refugiar-se na Igreja do Evangelho Quadrangular, situada na entrada do Jardim Primavera, em Salto de Pirapora. Alguém viu Paulo Batista participando do culto e informou às Forças de Segurança. As equipes foram ao interior do templo e prenderam o suspeito.

    Na Delegacia da cidade, Paulo Batista confessou autoria do delito alegando legítima defesa. A Polícia relata que Paulo Batista é oriundo de Sorocaba e há três semanas dormia nas ruas em Salto de Pirapora. Segundo ele, veio de Sorocaba porque é herdeiro de uma propriedade no Jardim Arco Iris, onde também seus familiares residem naquele bairro.

            De cara com a fera

Sorocaba Notícia entrevistou o suspeito Paulo Batista e indagou-lhe: qual o motivo do desentendimento entre você e a vítima e como fraturou o maxilar e arrancou os olhos da vítima ?

- Desconheço algo que fiz que pudesse aborrecer o Marcão, a vítima, ele que do nada pegou um pedaço de caibro e tentou atingir-me, eu utilizei de técnicas de Kong Fu, Chute Box e Capoeira para me defender, ele insistiu tentando me agredir, eu consegui projetá-lo ao chão, naquele momento Marcão mordeu meu dedo da mão, com o outro braço eu desferir um soco atingindo o queixo dele. Depois do soco imaginei que retirando os globos oculares dele cessaria a briga, e fiz isso: com os dedos retirei os dois globos oculares dele e fugi do local.

    Após ser entrevistado, os policiais algemaram o preso e o embarcaram na viatura da Polícia Civil, saindo em seguida para o Centro de Detenção Provisória de Sorocaba. A vítima Marcos Piacipelli permanece no Hospital Regional de Sorocaba, os médicos afirmam que ele fora submetido a cirurgia e deverá ser submetido a outro procedimento cirúrgico, e que seu estado inspira cuidados médicos.

                  Aqui a notícia chega chegando












Nenhum comentário:

Postar um comentário