Restaurantes, Pousadas e Pizzarias

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Preso em Sorocaba um professor que teria abusado de aluna com retardo mental; os abusos ocorreram no interior da escola

Ele

    DELEGACIA DE DEFESA DA MULHER investigou um caso em Sorocaba que um professor de música teria abusado sexualmente de uma aluna com necessidade especial. A moça com mais de 20 anos reage como uma menina de 07 anos, por causa de retardo mental leve. 

    O professor de música Silas Laurenão de 37 anos, ministrava aulas para adolescentes especiais na Associação Educacional Pró EX Sorocaba, estabelecida no Bairro Isafer.

    Mediante ameça e força física o professor abusara da aluna pelo menos três ou quatro vezes. Os atos de sexo anal ocorreram nas dependências do estabelecimento educacional, no final de 2015 até março de 2016.

                   Como o caso veio à tona

    Após sofrer os abusos a aluna especial sentia dor intensa quando ela ia ao sanitário. Certa vez a moça revelou para sua mamãe que sofrera abusos cometidos pelo professor de música no interior da escola. A mãe da aluna procurou a Delegacia de Defesa da Mulher e informou o caso. 

    A delegada responsável pela DDM instaurou inquérito e ouviu a aluna especial. Um laudo comprovou conjunção carnal. Membros da família foram ouvidos pela delegada como também uma senhora amiga da família que teria conversado com a aluna especial relatou detalhes dos abusos e ampliou informações a respeito da conduta reprovável do professor.

                Pedido de prisão e captura

    A delegada pediu a prisão temporária do professor. A Justiça decretou a prisão dele. Ao saber do inquérito, o professor deixou de ministrar aula no estabelecimento educacional, constituiu advogado e ele (professor) nunca compareceu na Delegacia da Mulher para ser interrogado. Como ele não compareceu na Delegacia e a polícia não conseguiu prendê-lo temporariamente, a justiça acatou pedido de conversão do mandado de prisão temporária em prisão preventiva.

    Na segunda-feira à noite, 26/02, uma ação conjunta da Guarda Civil Municipal de Sorocaba e policiais civis da Seccional de Polícia resultou na captura do professor Silas Laurenão, no momento que ele dirigia seu carro por uma via pública de Sorocaba. 
Ele Levado Pelos "Tiras"


    Na terça-feira à tarde, 27/02, o delegado assistente da Seccional de Polícia, José Ordele e a delegada titular da DDM, Ana Luíza Salomone chamaram a imprensa e informaram os fatos. O professor Silas responde por estupro de vulnerável artigo 217-A do Código Penal, o crime é punido com pena de 08 a 15 nos de reclusão. O professor foi levado para a Cadeia Pública de Pilar do Sul.  

    Quem ler jornal só sabe notícia amanhecida; leia Sorocaba Notícia aqui a notícia é da hora!

Nenhum comentário:

Postar um comentário