segunda-feira, 2 de abril de 2018

Advogado assassinado no Paraguai era comparsa do advogado José Cabral de Sorocaba


    POPULARES encontraram o advogado paulistano Hudson da Silva Pólvora, 37 anos, assassinado com três perfurações de tiros numa estrada vicinal a cerca de 57 km da cidade paraguaia Pedro Juan Caballero divisa com Ponta Porã-MS.

    Policiais civis foram ao local onde o corpo estava e após os trabalhos da Polícia Científica identificaram a vítima. Em seguida o corpo foi encaminhado ao IML de Pedro Juan Caballero. O caso aconteceu sábado à tarde, 31/03. De acordo com a Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes (DISE) de Itapetininga, Hudson Pólvora era envolvido com tráfico de drogas e atuava na capital paulista negociando droga para traficantes de droga em Sorocaba.


    A investigação apontou que Hudson era comparsa do advogado José Cabral da Silva, ex-diretor institucional da Câmara de Vereadores de Sorocaba. Em 2017 a Justiça condenou José Cabral a cumprir 10 anos de reclusão pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de entorpecentes artigo 33 e 35 da lei 11.343/06 também apenou Hudson Pólvara com 08 anos de reclusão e mais três comparsas deles pelos mesmos delitos. 

    Não dá para viver sem notícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário