Restaurantes, Pousadas e Pizzarias

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Plantão Judicial em Sorocaba libera ladrão que oferece risco à sociedade de Salto de Pirapora e de outras cidades

Isaías

    AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA no Fórum de Sorocaba, o juiz Diogo Correa de Moraes Aguiar ao analisar flagrante de Isaías Rodrigues Ramos de 27 anos, preso por furtar brinquedos de uma residência em Salto de Pirapora, considerou que o flagrante estava embasado legalmente.

    Mas, o juiz entendeu não haver necessidade da custódia cautelar e verificou que a liberdade provisória merecia ser concedida. Para o juiz, o furto cometido não é caso de converter o flagrante em prisão preventiva, porque não é crime agravado com emprego de violência ou grave ameaça. Concluindo esse entendimento o juiz liberou o preso sem pagamento de fiança (responderá processo em liberdade).  

                       Risco à sociedade 

    Em 2015, Isaías ajustou-se com outro indivíduo e desferiu vários tiros contra um homem no Jardim Paulistano, em Salto de Pirapora (tentativa de homicídio). Em julho de 2017, Isaías invadiu a Caixa Econômica Federal de São Miguel Arcanjo e acabou sendo preso pela PM daquele município.

    Por causa do furto tentado em São Miguel Arcanjo a Justiça Federal o apenou com 02 anos e 09 meses em regime aberto. Ainda preso no final de 2017, Isaías foi levado ao Tribunal do Júri de Salto de Pirapora, ele confessou autoria da tentativa de homicídio e o Júri Popular o condenou a cumprir 04 anos em regime aberto. 

    No final de 2017, Isaías foi posto em liberdade. Sua conduta aponta que não ressocializou-se tornando a delinquir na segunda-feira, 09/04, quando invadiu a residência de um professor e subtraiu brinquedos. 

    A conduta de Isaías demonstra pré-disposição para delinquir. O despacho do juiz Diogo Correa liberando Isaías ofertou probabilidade de perigo à sociedade de Salto de Pirapora e outros  municípios da região. Suspeita-se que esse indivíduo em liberdade vai dar muito trabalho para as Forças de Segurança. O lugar desse marginal é na prisão para mantê-lo afastado da sociedade ordeira e laboriosa.

    Merece Reflexão 

Nenhum comentário:

Postar um comentário