quarta-feira, 25 de abril de 2018

Policiais civis de Salto de Pirapora com armas apontadas: É cana meliante não reaja

Marcelo Guedes

    TRIO DE POLICIAIS CIVIS Antonio, Eric e Thiago cumpriu mandado de prisão expedido pela justiça, que condenou o indivíduo Marcelo Guedes de Almeida, 27 anos, a cumprir 5 anos e 10 meses de reclusão, em regime fechado, por ter cometido tráfico de drogas na periferia de Salto de Pirapora em 2016.

    No inicio da manhã de quarta-feira, 25/04, os policiais entraram na residência de Marcelo, situada na Rua Otávio Caetano, Jardim Cachoeira e surpreenderam Marcelo que dormia deitado no sofá. A polícia acordou Marcelo apontando armas para o rosto dele "é cana meliante não reaja". Marcelo estava tão sonolento que dormiu novamente dentro da viatura até à Delegacia.

    A justiça condenou Marcelo porque na noite de 14 de julho de 2016, os guardas Maurício e Cristiano Braga receberam denúncia que havia tráfico de drogas no interior da residência na Rua Otávio Caetano, Jardim Cachoeira, quando a guarnição chegou ao local Marcelo reagiu entrando em luta corporal com o guarda Maurício. Outros membros da família de Marcelo tentaram reagir isto não aconteceu porque o guarda Cristiano Braga efetuou dois tiros de advertência e isso obrigou-os a recuarem. 

    Naquela oportunidade a guarnição encontrou droga e deteve Marcelo. Por um período ele esteve preso por tráfico de droga artigo 33 da lei 11.343/06 e depois ganhou liberdade. Recentemente saiu a condenação em caráter definitivo (não há mais recurso). Após o registro de captura de procurado na Delegacia de Salto de Pirapora, os policiais conduziram Marcelo ao sistema penal em Sorocaba.

    Notícia sem detalhe não é verdadeira, é suposição. 

 

 

Um comentário: