Restaurantes, Pousadas e Pizzarias

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Desfecho do Crime - Justiça de Itapetininga condena dois irmãos a mais de 10 anos de "xadrez" por envolvimento com drogas


    JUIZADO SINGULAR condenou dois irmãos por cometerem tráfico e associação para o tráfico de drogas artigo 33 e 35 da lei 11.343/06. 

    O juiz André Luís Bastos, da 1º Vara Criminal de Itapetininga apenou o indivíduo Bruno Mohring Ribeiro a cumprir pena por 10 anos e 09 meses de reclusão em regime inicial fechado e ao pagamento de 1.675 dias-multa R$ 67 mil.

    Ao outro indivíduo José Antonio Ribeiro, o magistrado impôs-lhe pena de 12 anos de reclusão e arbitrou 1.800 dias-multa R$ 72 mil. Os dois irmãos nuca haviam sidos condenados. 

    A dosimetria imposta ao Bruno Mohring é menor porque durante o processo para formação da culpa ele confessou seu envolvimento com drogas em linha como citou o ministério público na denúncia e isto garantiu-lhe redução da pena em 1/6. A justiça já foi na unidade prisional onde estão presos e os comunicou a respeito da sentença. Relembre o caso abaixo.

DISE de Itapetininga apreende quase 8 Kg de drogas e prende responsável pelos entorpecentes


    Em cumprimento de mandado de busca domiciliar expedido pela Justiça de Itapetininga, uma equipe da Delegacia de Investigação Sobre Entorpecente obteve sucesso em localizar grande quantidade de drogas no interior de uma residência situada na Rua Nossa Senhora do Carmo, em Vila Máximo, na mesma cidade.

    Os policiais apreenderam: um pé de cannabis sativa (nome científico da maconha), mais 257 gramas de maconha, 11 gramas de crack, um tijolo de cocaína pesando mais de um quilo, R$ 40,00 e oito tijolos de maconha. Parte da droga estava sob a responsabilidade de Bruno Mohring Ribeiro de 24 anos e o restante no interior do quarto do irmão dele, o indivíduo José Antonio Ribeiro.


    Os investigadores conduziram as drogas à Delegacia Especializada, onde ocorreu registro do flagrante por tráfico de drogas artigo 33 da lei 11.343/06. 

    Bruno está recluso no Centro de Detenção Provisória de Capela do Alto. O irmão dele é suspeito de participar da mercância ilícita, se confirmada a suspeita a Polícia poderá solicitar a prisão dele. O caso aconteceu terça-feira, 24/10.

    Segredo da credibilidade é ser fiel ao fato  

Nenhum comentário:

Postar um comentário