Restaurantes, Pousadas e Pizzarias

terça-feira, 10 de julho de 2018

Força Tática resgata dois irmãos que seriam executados e enterrados por membros do PCC em Sorocaba; os criminosos acreditavam que os dois irmãos pertenciam a uma facção rival

Seriam Enterrados Neste Buraco

    DENÚNCIA ANÔNIMA informou que dois homens estariam num barraco localizado numa área verde entre Bairro Paineiras e Bairro Herbert de Souza, amarrados e sofrendo agressão por membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

    Por volta das 22h de sábado, 07/07, policiais militares da Força Tática foram ao local e avistaram três pessoas em frente ao barraco. Com aproximação da polícia, as três pessoas fugiram. No interior do barraco a polícia capturou cinco pessoas: quatro homens e uma mulher. Os tais são: Paulo Henrique da Silva, 31 anos, Deivid Antonio Claro, 28 anos, Danilo Gomes, 28 anos, Wochan Gabriel Bezerra Ribeiro e a mulher Daniele de Oliveira Rafael.

    No interior do barraco a polícia resgatou dois irmãos que estavam amarrados apresentando ferimentos por causas das agressões. Os dois irmãos relataram que os criminosos renderam-lhes no dia anterior (06/07) e mantiveram os dois irmãos sem alimentação, amarrados, sofrendo agressão com socos, chutes e pedaço de madeira, para eles confessarem que pertenciam a facção rival Família do Norte (FDN), da região norte do país.

    Os criminosos pretendiam conseguir a confissão que os dois irmãos pertenciam a facção rival para executá-los. Durante às agressões, a mulher Daniele contatava por meio de telefone com o "tribunal do crime" tentando ordem para executá-los. Os criminosos haviam cavado um buraco para depois de executarem os dois irmãos enterrá-los. Os dois irmãos negam pertencerem a facção rival ao PCC; acrescentaram que houve confusão. 

    Os criminosos foram levados ao Plantão Policial da Zona Norte de Sorocaba. O delegado Carlos Alberto de Oliveira prendeu o bando por homicídio tentado artigo 121 combinado com artigo 14, ambos do Código Penal, formação de quadrilha artigo 288 do Código Penal, cárcere privado artigo 148 do Código Penal(audiência de custódia). Os quatro homens do PCC são de Sorocaba, a mulher é de São Vicente, litoral paulista. Ela e um dos homens eram procurados pela Polícia.

    Notícia sem detalhe não é verdadeira, é suposição!

   

Nenhum comentário:

Postar um comentário