domingo, 12 de agosto de 2018

Tragédia: pistola dispara acidentalmente e mata marido de aluna soldado da PM em Porangaba-SP

Casal

    OUVIU-SE DISPARO DE ARMA DE FOGO vindo de uma residência situada na Vila São Luiz, ao lado do Grupamento da Polícia Militar, em Porangaba-SP. 

    Dois rapazes foram ao local e presenciaram a aluna de soldado Amanda de Oliveira Leite Soares, 24 anos, gritando por socorro e o marido dela César Constantino Soares de 27 anos (natural de tatuí), caído no chão e próximo a cabeça dele uma mancha de sangue e uma perfuração do lado direito do rosto dele.

    Amanda, os dois rapazes e dois policiais militares que chegaram em seguida, conduziram César Constantino ao Pronto Socorro Municipal, mas apesar de ser atendido ele não resistiu a lesão e morreu. O médico sedou Amanda, por esse motivo ela não teve condição de ser interrogada pelo delegado Francisco José Zalla Catojo. 

    O delegado registrou o caso como homicídio culposo (sem intenção de matar) e arbitrou fiança de R$ 1 mil, como também apreendeu a pistola ponto 40 pertencente a Polícia Militar. A arma apresentava mancha de sangue. Após pagamento da fiança Amanda seria liberada. O casal estava sozinho no interior do imóvel, por isso não existe testemunha, quem esteve no local logo após o tiro cita a provável hipótese que ocorrera tiro acidental. 

    Não dá para viver sem notícia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário