quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Veterinário morre em troca de tiros com policiais civis em Tatuí


    EQUIPE DA POLÍCIA CIVIL formada pelos delegados Carlos Augusto Palumbo Del Gallo, o delegado Franco Augusto Costa Ferreira e os investigadores: Moysés Antunes, Thiago Dias, Flávio Sandro e Fábio de Melo averiguando uma propriedade na área rural de Tatuí suspeita de ser utilizada para esconder caminhões e cargas roubadas, foi recebida a tiros.

    Os policiais estavam em três viaturas descaracterizadas e assim que chegaram em frente a propriedade avistaram um veículo Fiat Uno de cor cinza, com duas pessoas no interior. Um terceiro rapaz estava fora do carro. A equipe policial teria se identificado. 

    O condutor do Fiat Uno conduziu o automóvel de marcha ré e colidiu numa viatura da polícia. O condutor continuou dirigindo o carro e disparou em direção aos policiais, adiante o Fiat Uno capotou, contudo o motorista do carro continuou disparando. A equipe revidou. Nenhum policial ferido.

    O condutor do carro e opositor à intervenção policial, o veterinário Vicente Antonio Elias Jr, 31 anos, morreu no local. Estava com ele no carro um adolescente de 17 anos, que não sofreu nenhum disparo. O veterinário utilizou uma pistola ponto 40. 

    O terceiro homem que estava fora do carro quando a polícia chegou no local é o ajudante geral Renato Cavalheiro, 44 anos. Todos envolvidos no caso são de Tatuí. A ação policial iniciou terça-feira à noite num bairro dá área rural de Tatuí e terminou numa Estrada Vicinal entre Tatuí e Alambari. O delegado Carlos Antonio Antunes registrou o caso como legítima defesa artigo 23 do CP.  

    Notícia sem detalhe não é verdadeira, é suposição!

Nenhum comentário:

Postar um comentário