segunda-feira, 11 de março de 2019

Em Tatuí, um caso semelhante ao ocorrido no Rio de Janeiro


    POR VOLTA DAS 07H DE DOMINGO, 10/03, o ajudante de serviços gerais Fábio Henrique V. Rodrigues se posicionou em frente a residência de sua ex-namorada, a balconista Sonia Teixeira dos Santos, no momento que ela abriu a porta para ir ao trabalho, ele invadiu a residência dela, dominou a moça, puxou ela até o sanitário e em seguida arremessou-a contra a parede do sanitário. Ao sofrer o impacto ela desmaiou. 

    Depois que ela recuperou o sentido, Fábio Henrique lhe agrediu e utilizou um cabo de celular para enforcá-la, mas não conseguiu enforcá-la, depois disso ele amarrou as mãos dela com o cabo de celular, em ato contínuo pegou uma faca e permaneceu no interior da residência ameaçando-a de morte. Ao ser arremessada contra a parede a moça sofreu um profundo corte na cabeça; as agressões causaram hematomas pelo corpo. Apesar de ferida, a moça implorou para ser levada ao hospital.

    No início da tarde, Fábio Henrique concordou em levá-la ao Pronto Socorro Municipal de Tatuí, no entanto disse para ela citar outra versão que não o incriminasse. Assim que chegou no Pronto Socorro, Fábio Henrique grudou na ex-namorada tentando evitar que ela relatasse a autoria das agressões, mesmo com essa postura dele a moça conseguiu revelar que Fábio Henrique fora o autor dos ferimentos. Guarda Municipal acionada.  

    Uma guarnição da Guarda Civil Municipal esteve no hospital e após ouvir o relato da vítima, a guarnição deteve Fábio Henrique. Ela permaneceu sendo atendida. Na Central de Flagrante de Tatuí, o delegado Carlos Alberto Palumbo Del Gallo prendeu Fábio Henrique por ter cometido feminicidio tentado lei 13.104/2015 e cárcere privado artigo 148 CP (audiência de custódia). A balconista reside no Bairro Pacaembu, e Fábio Henrique é morador do Bairro Tanquinho, ambos em Tatuí.

    Notícia sem detalhe não é verdadeira, é suposição!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário