sexta-feira, 29 de março de 2019

São Paulo reduz índices criminais em fevereiro


     SÃO PAULO fechou o segundo mês de 2019 com reduções nos casos e vítimas de homicídio e latrocínio, além de diminuição nas ocorrências de estupros e todas as modalidades de roubos e furtos.

    O total de boletins de ocorrência de homicídio doloso reduziu 10,5%, passando de 237 para 212, em números absolutos foram 25 a menos. A quantidade é a menor de toda a série histórica, iniciada no ano de 2001.
    O indicador de vítimas de mortes intencionais também apresentou 11% de diminuição. Foram contabilizadas 219 vítimas em fevereiro deste ano, ante 246 no segundo mês do ano passado – 27 a menos. 
    Com as reduções, as taxas dos últimos 12 meses (de março de 18 a fevereiro de 2019) caíram para 6,62 casos e 6,96 vítimas de homicídios a cada grupo de 100 mil habitantes do Estado. Os índices são os menores do período.
    O total de latrocínios caiu 45,5% em fevereiro, passando de 22 para 12 casos. Já o indicador de vítimas recuou 43,5%, de 23 para 13. Ambos, com 10 a menos, são os menores números de toda a série.
    Em fevereiro, os estupros apresentaram redução de 5,3%. A quantidade passou de 999 para 946, ou seja, 53 a menos. As extorsões mediante sequestro ficaram zeradas pela primeira vez no período caíram de três para zero.
    Os roubos em geral diminuíram 12,9%. Foram registrados 22.244 boletins de ocorrência desta natureza em fevereiro de 2018 e 19.383 no segundo mês deste ano - 2.861 casos a menos. É o menor número de casos desde 2013.
    Os casos de roubos de veículos apresentaram queda de 21%. De 4.508 para 3.562 – 946 a menos. É o menor número da série histórica.
    Os roubos de carga recuaram 21,2% no segundo mês de 2019. O total passou de 745 para 587 – em números absolutos foram 158 a menos. Os roubos a banco reduziram pela metade, de quatro para dois – menor da série.
    Os furtos em geral tiveram queda de 8,3% (de 46.716 para 42.843) no mês – menos 3.873 casos. Os furtos de veículos caíram 10,2%, passando de 8.057 para 7.232, ou seja, 825 a menos – é o menor número da série histórica.
                               Produtividade policial
    O trabalho realizado pelas três polícias estaduais resultou em 15.721 prisões realizadas ao longo do mês. A quantidade, que representa aumento de 3,37%, é recorde para período.
    No mesmo período, 942 armas de fogos foram retiradas das ruas e 4.061 flagrantes de tráfico de drogas foram registrados.
    Reproduzido da Secretaria de Segurança Pública-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário