segunda-feira, 22 de abril de 2019

Como funciona a Polícia Civil-SP


    INVESTIGAR CRIMES de competência da Justiça Estadual, praticados dentro do Estado de São Paulo e exercer a função de Polícia Judiciária, garantindo o cumprimento das leis e assegurando os direitos dos cidadãos. 

    Estas são as duas atribuições primordiais da Polícia Civil do Estado de São Paulo, fundada oficialmente em 1841, e que hoje é parte integrante da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Ao contrário da Polícia Militar, que atua de maneira ostensiva no dia a dia – prevenindo a prática de crimes – a Polícia Civil dedica seus esforços na investigação e elucidação de crimes. 

                              Como funciona a PC

    Vinculada à Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo, a Polícia Civil é comandada por um Delegado Geral, que é o responsável pela administração da corporação. Os demais delegados da PC são subordinados a ele e encontram-se divididos ao longo do estado, separados não apenas por regiões (territórios) como também por funções.
    Em cidades grandes, como São Paulo, há diversas delegacias de polícia, sendo cada uma delas responsável por áreas específicas do município, denominadas circunscrições policiais. Já em cidades menores, normalmente encontraremos apenas uma delegacia responsável pelos crimes ocorridos em todo o município. 
Na estrutura hierárquica da Polícia Civil, acima dos distritos policiais estão as delegacias seccionais, e acima destas, os Departamentos de Polícia territorial, quais sejam, o Decap (na capital), o Demacro (na região metropolitana) e os Deinters (no interior). 

                  Unidades especializadas

    Como uma maneira de tornar ainda mais eficiente o trabalho de investigação, as delegacias seccionais possuem delegacias especializadas, de acordo com a modalidade de crime. Estão dentre as especializadas as Delegacia de Defesa da Mulher, as Delegacias de Investigação Sobre Entorpecentes, as Delegacias de Investigações Gerais, dentre outras. Existem, ainda, departamentos especializados, tais como o DHPP (Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa); o Denarc (Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico); o Deic; (Departamento Estadual de Investigações Criminais); e o Decade (Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas).
    Além disso, existem também os grupos operacionais, que visam prestar apoio à atividade fim (investigação criminal), quando houver necessidade de intervenções táticas, como o Goe (Operações Especiais) e o Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos). 

                    Formação

    Os profissionais que integram o quadro da Polícia Civil do Estado de São Paulo são admitidos por intermédio de concurso público. Os ingressantes são direcionados à Acadepol (Academia de Polícia), que é o órgão da PC responsável por capacitar o indivíduo nas respectivas carreiras. “Para ser um bom policial civil é preciso, basicamente, ser um bom cidadão. Além disso, é necessário gostar do ato de fazer bem ao próximo, proteger e servir a população”, afirma o delegado da Polícia Civil Rodrigo Borges Petrilli. 

    As diferentes funções existentes dentro da corporação exigem profissionais com diferentes características. Para todos, porém, existem momentos extremamente gratificantes no exercício do ofício. “Para aquele que trabalha com atendimento ao público em um plantão, por exemplo, será gratificante ver uma pessoa ir embora da delegacia satisfeita com o atendimento e com a busca para a solução do seu problema. Já para aquele que trabalha com investigação, será extremamente gratificante o esclarecimento de um crime, a prisão de um criminoso, a recuperação e devolução de um bem subtraído, a libertação de uma vítima presa em cativeiro, e assim por diante”, afirma a delegada Márcia Ruiz. 

                 Fiscalização
    Para fiscalizar o exercício das funções de um policial civil e garantir boas práticas policiais há a Corregedoria. A Corregedoria é a responsável por apurar as irregularidades funcionais e os crimes praticados pelos policiais civis. Aplica, ainda, algumas sanções administrativas.

    Reproduzido da Secretaria de Segurança Pública-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário