quarta-feira, 19 de junho de 2019

Piedade - Polícia Civil captura traficantes no CDHU e outros bairros ligados ao PCC


    EM 2018 A POLÍCIA CIVIL instaurou inquérito e solicitou à Justiça interceptação telefônica  pretendendo identificar e prender traficantes no Conjunto Habitacional CDHU - Airton Senna que supostamente é considerável a venda de drogas.

    Durante a investigação a polícia identificou que Michel Duarte Badaró como também Geremias Nunes do Nascimento e a esposa de Geremias, Joyce Aparecida dos Santos Reigotta são os patrões do tráfico no CDHU.

    Além de ponto de tráfico no CDHU, Michel, Geremias e Joyce são responsáveis por um ponto de tráfico na Rua Boleslavas Juskivicius, no Bairro Paulas e Mendes, próximo ao Terminal Rodoviário da cidade. Gustavo Alexandre de Oliveira Borges, o Zóio seria gerente dos pontos de tráfico, mas ele contraiu altíssima dívida com os patrões do tráfico por esse motivo fora retirado da função de gerente. Não se sabe seu paradeiro; Zóio é considerado desaparecido. 

    Murilo Marcel de Araújo, conhecido por Gago também trabalhava para Badaró, Geremias e Joyce, ele era responsável por armazenar e entregar drogas aos vapores: adolescentes e jovens que vendem droga. Murilo ainda recolhia dinheiro dos pontos de tráfico. Certa vez Murilo entregou ao Geremias dinheiro recolhido nos pontos de tráfico, mas o montante entregue levantou suspeita que Gago estaria lesando o patrão do tráfico. Por causa dessa suspeita Geremias sacou o Gago das funções e nomeou sua esposa Joyce.

    A interceptação autorizada pela justiça revelou outro homem atuando para o grupo Badaró, Geremias e Joyce. O indivíduo Roam Pereira Bispo, alcunhado por Perna ou Perninha, ele seria uma espécie de disciplina no CDHU, o homem que praticava as ordenanças dos patrões. 

    Edmeia Pires de Oliveira seria outra envolvida com o grupo, ela não venderia droga, sua responsabilidade seria permitir os vapores se esconderem na residência dela quando a polícia chegava no CDHU. Desde o ano passado até maio deste ano, a polícia deteve alguns vapores, outros permanecem vendendo droga.

               Revelados outros grupos

    A investigação expandiu ao ponto de revelar traficantes em mais quatro bairros de Piedade. Os bairros identificados pela polícia foram chamados de núcleos. Michael Tiburcio conhecido por Nego ou Neguinho comandaria o tráfico de droga em três bairros: Vila Quintino, Vila Amâncio e Bento Ruivo.

    Alexandre Mendes de Queiroz, o Nei do Cavalo e seu comparsa Guilherme Alex de Oliveira Silva, apelidado por Gui ou Branco seriam os responsáveis pela traficância ilícita na Vila Bom Pastor, próximo ao Bairro Paulas e Mendes. 

    O indivíduo Bryan de Oliveira Santos é apontado pela polícia como o homem contratado pelos traficantes para buscar drogas em outras cidades e levá-las até os traficantes utilizando seu automóvel um Palio com placa ANQ 9043 Piedade-SP. 

    Cada traficante formou estrutura para vender droga na área de atuação, que consiste em gerente do tráfico com função comercial dos entorpecentes, quem recolhe dinheiro dos pontos de tráfico e os vapores que vendem as drogas.

    Quarta-feira pela manhã, 19/06, a polícia realizou operação para cumprir os mandados de prisão, e capturou Geremias Nunes, a esposa dele Joyce Aparecida, Roam Pereira, o Perninha, Bryan de Oliveira, o chefe do tráfico na Vila Quintino, Michael Tiburcio, Matheus de Oliveira Coutinho, Jorge dos Santos Fernandes e José Carlos Pedroso.   

    Notícia sem detalhe não é verdadeira, é suposição!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário