sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Piedade/Ibiúna - Policial militar que matou dois no Bairro Ortizes é mantido preso e vai à júri popular


    O JUIZ Cassio Mahuad da 1ª Vara no Fórum de Piedade mandou para júri popular o policial militar Douglas Pereira de Jesus, 34 anos, apontado como autor das mortes por meio de tiros, dos dois rapazes Silnei Cardoso do Nascimento, 28 anos, e Júlio César Pereira, 30 anos; crimes cometidos em dezembro de 2017, próximo ao Pesqueiro Golden Fish, no Bairro Ortizes, em Piedade.

    Além de remeter o caso ao júri popular, o magistrado manteve preso Douglas Pereira. Para o juiz, permanecem presentes os requisitos autorizadores da manutenção da prisão cautelar. O ministério público pede condenação por dois homicídios duplamente qualificados (futilidade e surpresa; artigo 121 parágrafo 2º incisos II e IV CP). A motivação dos homicídios é nebulosa. 

    O policial militar Douglas Pereira mora no Bairro Ressaca, em Ibiúna. As vitimas residiam em Piedade. Na época dos crimes, Douglas Pereira estava lotado na PM em Vargem Grande Paulista. Douglas está preso desde dezembro de 2017, quando a Polícia Civil de Piedade cumpriu ordem judicial para prendê-lo. Ainda não está designada a data para o júri popular em Piedade.

    Quem comete crime está sujeito a pão de angústia e água de amargura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário