segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Sorocaba/Porto Feliz - Mulher foge com homem e envia mensagem para amiga informando que sofreu sequestro


    A COMERCIANTE Adenilda Eva de Almeida Silva, 29 anos, há 12 anos vivia união estável com um comerciante de 49 anos, proprietário de três óticas em Sorocaba.

    Adenilda conheceu um indivíduo de prenome Wagner, e teria sentido a força da paixão. Ela trabalhava no gerenciamento das óticas, e decidiu deixar o companheiro e ir embora com Wagner, que vende materiais para ajudar uma clínica de recuperação de dependente químico no Bairro Aparecidinha, em Sorocaba. De acordo com informação da polícia, o indivíduo Wagner já respondeu por roubo e extorsão.

    No início do dia 07 de agosto, Adenilda saiu de sua residência para o endereço de uma ótica dela e de lá desapareceu. Depois disso ela enviou mensagem para uma amiga via Whatsapp informando que sofreu sequestro. A amiga informou ao comerciante dono das óticas. Ele procurou a Polícia e registrou queixa de sequestro artigo 148 C.P.

     Ao registrar o caso o comerciante citou um detalhe que favoreceu a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba trabalhar no caso, ele afirmou que enviava mensagem ao Whatsapp de Adenilda, ela visualizava, mas não respondia. A polícia imediatamente acreditou em mentira por parte da suposta vitima Adenilda. A polícia soube que Adenilda fugiu com Wagner para o Bairro Aparecidinha, em Sorocaba, e ficaram na residência de um parente de Wagner, depois ambos foram para Porto Feliz.

    Esclarecido que não houve sequestro, a polícia exigiu que Adenilda e Wagner comparecesse na Delegacia de Porto Feliz para confessar o caso. Os dois foram na Delegacia daquela cidade e lá Adenilda falou o que de fato ocorreu. A delegada titular da DIG, Luciane Bachir registrou termo circunstanciado de falsa comunicação de crime artigo 340 C.P, se a justiça assim entender Adenilda viverá consequência penal.

    Notícia sem detalhe não é verdadeira, é suposição!

Nenhum comentário:

Postar um comentário