quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Salto de Pirapora - Médico Paulo Marcelo sozinho numa tremenda sinuca de bico na Justiça


    CONTINUA TRAMITANDO NA JUSTIÇA o processo que um profissional liberal pede indenização de R$ 290 mil, porque a mãe dele, M.A.F. de 73 anos, sofreu infarto em 2014, e fora levada ao pronto-socorro da Santa Casa de Misericórdia de Salto de Pirapora, onde o médico Paulo Marcelo era plantonista. Não havia vaga de UTI em hospital da região.    

  O médico Paulo Marcelo liberou a mulher infartada; dois dias depois a paciente morreu. A ação ajuizada na Justiça, citou como responsáveis pela suposta falta de cuidado: a Santa Casa de Salto de Pirapora, o médico Paulo Marcelo, o médico do CROSS e a Fazenda Estadual. 

    A justiça retirou do polo passivo a Santa Casa, o médico do CROSS e a Fazenda Estadual. Após esses despachos de exclusões a tramitação permanece com Paulo Marcelo numa tremenda "sinuca de bico". 

    O Conselho Regional de Medicina (CRM) instaurou sindicância e identificou negligência por parte do sindicado Paulo Marcelo. O resultado da sindicância gerou instauração de processo ético disciplinar, mas o processo ético disciplinar ainda não está concluído. É importante destacar que o processo ético disciplinar e a ação judicial são distintas.

    Não dá para viver sem notícia!   

Um comentário:

  1. É um notícia lamentável. Porém, temos de aguardar o desfecho final. Antes de qualquer especulação.

    ResponderExcluir