terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Estado - Armas de incapacitação neuromuscular são entregues à Polícia Militar-SP


    O CENTRO DE MATERIAL BÉLICO da Polícia Militar recebeu, na última sexta-feira, 07/02, mil armas de incapacitação neuromuscular com cartuchos e acessórios, adquiridos por meio de um pregão presencial internacional, realizado em setembro de 2019. 

Os novos equipamentos fazem parte do Programa de Modernização de Armas da Instituição, elaborado pelo Governo do Estado, e estão inclusos em um pacote de investimento no valor total de R$ 108,9 milhões, composto pela compra de pistolas, fuzis, metralhadoras, escudos e coletes balísticos.

As armas estregues são da fabricante norte-americana Axon/Taser, modelo X2 – as mesmas usadas pelas polícias de Nova Iorque, Los Angeles e Londres. Elas têm como característica ser menos letais, uma vez que foram projetadas para incapacitar temporariamente um suspeito por meio do uso de uma corrente elétrica segura.

“O taser é amplamente difundido no mundo e agora passa a estar à nossa disposição. Essa aquisição muda a capacidade da Polícia Militar no emprego de armas não letais e demonstra claramente a preocupação do Comando e do Governo em fornecer às polícias equipamentos tecnologicamente adequados”, destaca o tenente-coronel Marco Aurélio Valério, chefe do Centro de Material Bélico da PM.

Segundo Valério, os novos equipamentos devem ser distribuídos às unidades operacionais nos próximos dias. Além disso, nos próximos meses devem chegar mais 250 armas do tipo à unidade, resultado de um aditivo de 25% em relação à aquisição inicial de mil tasers.

    Reproduzido da Secretaria de Segurança Pública-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário