segunda-feira, 20 de abril de 2020

Tatuí/Boituva - Guarda municipal de Boituva mata o pai em Tatuí e depois suicida-se


    O GUARDA MUNICIPAL Michel Camargo de Barros de 42 anos, que era lotado na Guarda Municipal de Boituva, disparou tiros contra seu pai Helio Camargo de Barros provocando a morte do pai que era policial rodoviário reformado. Após cometer o crime o guarda Barros disparou contra sua própria cabeça (fatal).

    A tragédia ocorreu num sitio no Bairro Lagoa Vermelha, em Tatuí, onde o policial reformado e separado da esposa residia com o filho, o guarda Barros, que não tinha esposa. A causa do desentendimento é desconhecida. O caso acontece domingo pela manhã, 19/04. 

    Sorocaba Notícia ouviu colegas do guarda Barros que trabalhavam com ele em Boituva, e todos são unânimes em afirmar que o guarda Barros era de conduta exemplar e nunca atuou com grosseria com os colegas; "Nosso colega Barros era tranquilo", disse um guarda colega de Barros. 

    Notícia sem detalhe não é verdadeira, é suposição!

Nenhum comentário:

Postar um comentário