quarta-feira, 14 de outubro de 2020

Tribunal-SP - Corregedor-geral da Justiça diz que videoconferência veio para ficar

 


    MEDIDAS ADOTADAS pelo Tribunal de Justiça de São Paulo durante a pandemia foram o tema principal da entrevista concedida pelo corregedor-geral da Justiça de São Paulo, desembargador Ricardo Mair Anafe, ao portal Conjur. A matéria abordou as soluções encontradas pelo TJSP para adequar os trabalhos em meio ao isolamento social e em que medida as inovações permanecerão após o fim das restrições sanitárias.

Na entrevista intitulada “A videoconferência trouxe uma solução ao Judiciário, diz corregedor do TJ-SP”, Anafe afirmou que a videoconferência "veio para ficar”. “Garante-se, em primeiro lugar, maior agilidade. Garante-se também segurança em relação à entrada e saída dos presídios. E garantir segurança no presídio é garantir segurança para a sociedade. E o dispêndio financeiro é infinitamente menor, porque não há deslocamento. Tem ato da Corregedoria da impossibilidade de cobrança de deslocamento. As audiências de réus presos também serão mantidas, na medida do possível, em videoconferência. O avanço tecnológico tem que ser aproveitado da melhor forma possível”, esclareceu o corregedor-geral da Justiça. 

O magistrado também discorreu sobre o trabalho da CGJ no período de crise. “A Corregedoria tem atuado direto desde o início da pandemia, porque trabalha perante a primeira instância e os cartórios extrajudiciais, que são o maior volume de movimentação processual do tribunal. Ou seja, tudo foi regulado pela Corregedoria: a normatização do sistema de teleaudiência, os e-mails especiais para contato direto do advogado com o juiz, entre outros. São diversos provimentos e comunicados.”

O corregedor ressaltou que, de maneira geral, os resultados alcançados têm sido muito bons. “A produtividade está batendo recordes em São Paulo. Ou seja, os juízes estão se dedicando. Eles estão sensíveis a esse problema da pandemia. O tribunal tem se saído muito bem.”

    Reproduzido do Tribunal de Justiça-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário