domingo, 13 de dezembro de 2020

Salto de Pirapora - Por meio de agressão covarde, indivíduo tenta matar aposentada

 


    POPULARES tentaram linchar o indivíduo Rafael da Silva,  porque ele tentou matar sua vizinha, a aposentada Valnide Aparecida Calixto de Andrade, conhecida por "Rita Calixto". Ela é funcionária pública inativa, é defensora da causa animal e querida por muitos no Jardim Paulistano, onde reside. 

    Sábado pela manhã,12/12, Rita Calixto saiu da casa dela para levar doações ao bazar da causa animal, que existe anexo a casa dela, naquele momento sorrateiramente o indivíduo Rafael desferiu soco nas costas dela, depois que ela caiu ao solo, ele continuou o ataque esmurrando a cabeça dela. Rita gritava por socorro. Próximo da casa dela existe um bar, clientes daquele comércio saíram para ver o que acontecia e presenciaram o sujeito agredindo a mulher caída. As pessoas correram para socorrê-la.

    Rafael tentou fugir, mas as pessoas alcançaram-no e iniciaram linchamento. Alguém chamou a Polícia Militar. Policiais chegaram rápido e impediram continuar o linchamento. A polícia deteve Rafael e o levou ao hospital, depois o conduziu para a Delegacia de Votorantim. Rita sofreu lesão na parte frontal da cabeça, sendo necessário dez pontos. A autoridade policial registrou ocorrência de agressão artigo 129 C.P e liberou o agressor.

               Família quer ação do Estado

    O caso fora publicado em rede social e explodiu muitos e diversos comentários. Um familiar de Rita falou ao Sorocaba Notícia que sem motivo, há pelo menos 10 anos, Rafael nutri ódio da vizinha Rita e fala em destruí-la.

    Por causa disso, a vizinha Rita registrou na Polícia 8 queixas de ameaça. Rafael se diz doente mental, a família dele confirma isso, no entanto nem ele nem a família apresentam laudo que confirma esquizofrenia. A família de Rita diz que tentou convencer a família de Rafael levá-lo para tratamento, porém a família dele afirma que ele recusa tratamento.

    O familiar de Rita relata que um advogado contratado por Rita vai tentar a partir de segunda-feira (14) convencer as autoridades a mudar o entendimento para tentativa de homicídio sendo fato que a intenção de Rafael não era ferir Rita, seu intento era matá-la, não consegui ceifar-lhe a vida porque populares foram em defesa dela. 

    Ao Sorocaba Notícia o familiar da vítima acrescentou: Queremos ação do Estado para fazer justiça isso com a prisão dele no caso dele ser imputável, se ele é doente mental então que seja determinado internação compulsória.


 

        Notícia sem detalhe não é verdadeira, é suposição!  

    

Nenhum comentário:

Postar um comentário