terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Piedade - Ex-secretário de Educação é processado por danos morais; autora pede indenização R$ 10 mil

 


    A CIDADÃ Gabriele Francine de Oliveira, residente em Piedade, escreveu no Facebook que esteve estagiária de pedagogia na Prefeitura de Piedade, e visualizou situações irregulares onde ela trabalhava cuidando de criança com autismo, na Escola Maria José Marciano de Abreu, do Bairro Moreiras, na periferia de Piedade. 

    Felipe Campanholi (na foto) era o secretário de Educação em Piedade. Ele acessou o Facebook e escreveu: " Mas ninguém vai acreditar em você, não é atoa que você foi mandada embora, por ser mentirosa e só enrolar"; em outro trecho Felipe afirmou: " Usava o nome da escola para angariar doações e até processo virou, que feio saiu pelas portas do fundo".

    Gabriele alega que nunca houve processo administrativo no período que ela trabalhou na escola, disse ainda que ela saiu da Prefeitura porque ela protocolou pedido de rescisão do contrato de estágio. A ex-estagiária considerou os comentários de Felipe como: injúria, difamação e ofensa da honra. Ela constituiu advogado e este ajuizou ação pedindo indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil. O processo tramita no Fórum de Piedade.

    Não dá para viver sem notícia! 

     

Nenhum comentário:

Postar um comentário