terça-feira, 1 de junho de 2021

Interior-SP - Mulher é salva ao pedir pizza pelo 190



    POLÍCIA MILITAR de São Paulo (PMESP) tem, aliado à tradição, as mais modernas tecnologias de resposta ao crime existentes no mundo. Mas não é só os investimentos nos meios que fazem a diferença, a expertise de todos os profissionais que integram a Instituição é muitas vezes o que colabora para os finais felizes.

    E foi exatamente isso que aconteceu, na madrugada do dia 26, no município de Andradina, quando uma moradora entrou em contato com a PM, por meio do telefone "190". A chamada imediatamente caiu para o soldado Cássio Júnior dos Santos, no Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) local, que do outro lado da linha ouviu a mulher solicitando ‘uma pizza’.

    “A princípio, o soldado estranhou o pedido e informou que ela estava ligando para o serviço de emergência da PM. Ao responder que sabia, através do tirocínio policial e treinamento, o praça percebeu que algo estava errado”, explicou o capitão Tropaldi, chefe da seção de comunicação social do Centro de Comunicação Social do Comando de Policiamento do Interior 10 (CPI-10).

    Ainda de acordo com o oficial, o soldado Cássio então perguntou se ela estava no viva-voz para ver se precisaria ser mais cauteloso. Em seguida, questionou se havia alguém armado e ela positivamente respondeu que havia um homem com faca. Neste momento, o policial ouviu a voz de um homem ao fundo perguntando o que a mulher estava fazendo e ela prontamente disse que estava pedindo uma pizza para o jantar.

    O PM então compreendeu a solicitação e enviou uma viatura para atendê-la no local. O acusado fugiu quando percebeu a aproximação do 1º sargento Constantino e dos cabos Apolinário e Ronaldo, do 28º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I). A vítima relatou que o companheiro já esteve preso por mais de 20 anos e que ao perceber a presença da equipe policial ainda fez ameaças de morte a ela e seus filhos. 

    A mulher ainda pediu que os policiais averiguassem a moto que ele havia deixado na residência. O veículo, que possuía queixa de furto, foi recolhido para investigação. A vítima foi conduzida ao plantão da Delegacia Seccional de Andradina, onde comunicou os fatos, sendo registrado boletim de ocorrência de ocorrência de ameaça, violência doméstica, receptação e localização/apreensão de veículo. 

    Reproduzido da Secretaria de Segurança-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário