terça-feira, 27 de julho de 2021

Pilar do Sul - Estaria ocorrendo articulação para favorecer a empresa de ônibus Estevam

    A EMPRESA DE ÔNIBUS ESTEVAM prestou serviço para a Prefeitura de Pilar do Sul transportando universitários e demanda da Saúde (pacientes) de Pilar para cidades da região. À época, o contrato fora assinado na gestão da então prefeita Janete Pedrina de Carvalho Paes (PSDB). 

    Durante a vigência do contrato, a Estevam descumpriu garantias trabalhistas e cláusulas do dissídio coletivo da categoria. Por causa das supostas irregularidades, o Sindicato impediu a Estevam atender as demandas e a Prefeitura instaurou procedimento para apurar questões apontadas pelo Sindicato, porém, a comissão da Prefeitura não identificou irregularidades, porque não pretendia apurar, foi uma maneira faz de conta (para inglês ver). Sorocaba Notícia teve acesso ao relatório da comissão totalmente mal instruído. 

               Disputa para contratar outra empresa

    Às 10H de quarta-feira, 28/07, a Comissão de Licitação da Prefeitura de Pilar do Sul realizará sessão de pregão presencial pretendendo conhecer proposta mais vantajosa, e contratar cinco carros para transportar alunos de agosto até dezembro deste ano. O critério de pagamento pelo serviço prestado será por quilometragem, no mínimo 72 mil KMs por mês. 

              Denúncia de favorecimento

    Sorocaba Notícia ouviu informação de fonte quentíssima e apurou que existem pessoas na Prefeitura de Pilar do Sul intencionadas e articulando-se para favorecer a empresa de ônibus Estevam, que deverá apresentar proposta para tentar vencer a disputa nesta quarta e posteriormente assumir o serviço. É fato conhecido por muitos que Estevam e Santa Fé tem conduta idêntica. 

    É necessário olhos atentos à toda documentação apresentada pela Estevam e como seu representante vai atuar. No último pregão que a Estevam participou e venceu, ela concorreu numa modalidade tributária incompatível com a prestação do serviço que seria executado, isso fora reclamado por outra concorrente, porém a Comissão de Licitação na época não acatou a denúncia. À rigor, indispensável no pregão de quarta-feira, a presença do prefeito, da entidade sindical e representantes de outras entidades de classe, e do povo. 

    Não dá para viver sem notícia!      

Nenhum comentário:

Postar um comentário