quarta-feira, 13 de outubro de 2021

Desfecho do Crime/Piedade - Júri absolve acusado de tentativa de homicídio

 


    NA MADRUGADA DE 01 DE JANEIRO DE 2014, adolescentes se envolveram em briga no Bairro Moreiras, periferia de Piedade. Uma pessoa do sexo feminino envolvida na briga é sobrinha de Osvaldo Eli dos Santos, outra pessoa do mesmo sexo também participou da briga e disse para sua mãe Priscila Vieira que havia apanhado, Priscila foi atrás da agressora tentando tirar satisfação.

     Fabrício de Souza esposo de Priscila seguiu sua esposa. Priscila encontrou a pessoa apontada como sendo agressora de sua filha e ao tentar satisfação, Osvaldo interveio em defesa de sua sobrinha, naquele momento Fabrício aproximou-se e desferiu três tiros, dois feriram Osvaldo. Fabrício nunca esteve preso por este fato.

                      Júri

    Em 30 de setembro de 2021, formou-se o conselho de sentença para julgar o caso. O promotor de justiça Renato Augusto Valadão pediu condenação de Fabrício por tentativa de homicídio (artigo 121 caput , combinado com artigo 14, ambos do C.P). O advogado Eder Lima Fresneda postulou pela absolvição do acusado sustentada pela legitima defesa de terceiro (esposa Priscila). Os jurados concordaram com o defensor e absolveram o réu.  

    Quem comete crime está sujeito a pão de angústia e água de amargura 

Nenhum comentário:

Postar um comentário