segunda-feira, 14 de fevereiro de 2022

Governo-SP afirma pagar mais 20% para as forças de segurança e agentes do sistema prisional

     GOVERNADOR João Doria anunciou quinta-feira, 10/02 reajuste salarial de 20% para as forças de segurança pública e administração penitenciária de São Paulo. A medida integra um pacote de valorização profissional implementado desde o início da atual gestão, em 2019, e beneficia mais de 276 mil profissionais do sistema prisional e das polícias Civil, Militar e Técnico-Científica, inclusive aposentados e pensionistas.

    “É um momento muito importante e significativo. Graças à estabilidade financeira e fiscal, podemos fazer aquilo que já desejávamos, que é o reconhecimento do funcionalismo público do Estado”, disse Doria durante entrevista coletiva. “Esse aumento é fruto de um esforço coletivo de todo o Governo, acrescentou o Governador.

    Os estudos para a recomposição salarial de policiais e agentes penitenciários foram coordenados por técnicos da Secretaria de Planejamento e Gestão e a proposta será concedida dentro dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal.

    O Estado aguardou a confirmação do superávit orçamentário consolidado de R$ 5,9 bilhões em 2021 para formalizar os reajustes. Em termos comparativos, no início de 2019, a atual gestão recebeu um orçamento com déficit de R$ 10,5 bilhões, além de 175 obras paradas.

    Com o reajuste de 20%, o salário reajustado de um soldado PM de 2ª classe deve chegar a R$ 5,8 mil, incluindo benefícios. Para um tenente PM de 2ª classe, o novo valor será de R$ 10,3 mil, entre salário e benefícios.

Na Polícia Civil, um agente de 3ª classe passará a receber R$ 6,3 mil acumulados entre vencimento e benefícios, e um delegado de 2ª classe, R$ 16,2 mil por mês.

        O aumento acumulado desde 2019 nos salários das polícias chega a 26%. Para efeito de comparação, entre 2015 e 2018 a Polícia Civil recebeu reajuste de 7,7%, além de outros 4% para a Polícia Militar.

    O encaminhamento do projeto de lei para os reajustes do funcionalismo estadual à Assembleia Legislativa deve ser feito na próxima semana. A previsão é que o aumento salarial deve entrar em vigor a partir de março.

    "Governador, nas suas palavras para abertura dessa coletiva, o senhor falou em gratidão ao trabalho das forças policiais. Permita-me dizer-lhe, em nome de milhares de integrantes ativos e inativos, gratos nós. Gratos pelas oportunidades e empenho que a sua gestão tem dado na valorização das forças policiais", destacou o secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, que também citou os investimentos realizados durantes esses três anos nas polícias, como a entrega de equipamentos e outros meios, além de cursos, garantindo melhores condições de trabalho. 

    "O senhor tem permitido um Governo de entregas e a grande beneficiada é a população de São Paulo, já que o nosso papel é proteger pessoas e preservar patrimônios", concluiu o general.

    Reproduzido da Secretaria de Segurança-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário