domingo, 27 de fevereiro de 2022

Menos mortes dolosas na região de Sorocaba em janeiro

     REGIÃO DE SOROCABA terminou o mês de janeiro com as menores taxas de casos e vítimas de homicídios e redução na quantidade de registros para esses dois indicadores. No período também houve queda nos estupros e roubos de cargas. Os indicadores de latrocínios, roubos a bancos e extorsões mediante sequestro permaneceram zerados.

    No mês passado, houve 10 ocorrências e vítimas de mortes intencionais na região, ante 21 boletins, com 22 vítimas, em janeiro de 2021. A redução em números absolutos foi de 11 e 12 registros, respectivamente, e os dois totais são os segundos menores da série histórica, iniciada em 2001.

    Com as quedas, as taxas dos últimos 12 meses (de fevereiro de 2021 a janeiro de 2022) ficaram em 4,75 casos e 4,91 vítimas de homicídios dolosos para cada grupo de 100 mil habitantes. Os índices são os menores desde o início da série.

    O recuo se estendeu para os estupros, que caíram 29,2% na comparação mensal – passou de 120 para 85. Os latrocínios, por sua vez, permaneceram zerados nos indicadores de ocorrências e vítimas. Isso ocorreu pela quarta vez consecutiva.

                               Outros indicadores

    No mês passado houve redução de 2 casos no indicador de roubos de cargas, em comparação com janeiro de 2021, quando 12 boletins foram registrados.

    Os roubos a bancos, no entanto, permaneceram zerados pela quinta vez consecutiva e pela 21ª vez na série histórica não foram registrados casos de extorsões mediante sequestro.

    Em contrapartida, os roubos em geral e de veículos cresceram. O primeiro subiu 9%, com um total de 278 casos, e o segundo teve alta de 30,2%, somando 69 ocorrências.

Nos furtos em geral e de veículos também houve alta. O primeiro oscilou de 1.667 para 2.274 e o segundo passou de 181 para 244.

                         Produtividade

    O trabalho das polícias paulistas, em janeiro, na região de Sorocaba, resultou em 1.012 prisões e na apreensão de 53 armas de fogo ilegais. Também foram registrados 221 flagrantes por tráfico de entorpecentes.

    Reproduzido da Secretaria de Segurança-SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário